Evo Morales usou dinheiro da Venezuela para comprar empresas de mídia

Por Brehnno Galgane – Terça Livre

O ditador boliviano Evo Morales, na quarta-feira (23), foi acusado pela presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez de desviar mais de 16 milhões de dólares da Venezuela para comprar empresas de mídia bolivianas na Espanha e nos Estados Unidos.

Segundo Yerko Núñez, Ministro em Exercício da Presidência, o dinheiro foi usado por meio dessas empresas para comprar certos meios de comunicação a fim de divulgar uma imagem favorável do então governo Morales e também para perseguir adversários políticos.

Segundo a denúncia, o dinheiro foi repassado pela Venezuela por meio de sua embaixada em La Paz, capital da Bolívia.

Ainda de acordo com denúncia do Panam Post, o regime venezuelano fez o mesmo com a criação do canal Telesur com o qual tentaram lavar a imagem dos governos de esquerda da região, como os Kirchners na Argentina e os governos petistas de Lula e Dilma Rousseff no Brasil.

Com informações de Panam Post, El Impulso e El Nacional

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas