EUA sancionam Coreia do Norte por matar meio-irmão do líder com agente químico

Kim Jong Nam foi assassinado no aeroporto de Kuala Lumpur em 13 de fevereiro de 2017

Por Epoch Times

Os Estados Unidos decidiram, na terça-feira (6), impor sanções à Coreia do Norte pelo assassinato de Kim Jong Nam, meio irmão do atual líder do regime comunista, Kim Jong-un, com o poderoso agente químico VX, considerado pelas Nações Unidas como uma arma de destruição em massa.

Ao anunciar as sanções, disseram que em 22 de fevereiro de 2018 foi determinado que “o regime comunista da Coreia do Norte usou o agente de guerra química VX para assassinar Kim Jong Nam no aeroporto de Kuala Lumpur”, em 13 de fevereiro de 2017.

A porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, ressaltou que os Estados Unidos invocaram a Lei de Controle de Armas Químicas e Biológicas e Eliminação de Atos de Guerra de 1991 (Lei CBW).

Estas sanções entraram em vigor em 5 de março, de acordo com o registro federal, e foram adicionadas às sanções existentes dos Estados Unidos contra atividades ilegais da Coreia do Norte.

“Os Estados Unidos condenam veementemente o uso de armas químicas. Esta exibição pública de desprezo pelas normas universais contra o uso de armas químicas demonstra ainda mais a natureza imprudente da Coreia do Norte, e ressalta que não podemos tolerar um programa de armas de destruição em massa da Coreia do Norte de qualquer tipo”, afirmou Nauert.

O secretário de Estado Rex Tillerson declarou que a Coreia do Norte “usou armas químicas em violação à lei internacional ou armas químicas letais contra seus próprios cidadãos”, disse o Departamento de Registro Federal, de acordo com a agência Reuters.

 

Kim Jong Nam no aeroporto no dia de sua morte (ITV.CAM)
Kim Jong Nam no aeroporto no dia de sua morte (ITV.CAM)

Kim Jong Nam foi assassinado no aeroporto de Kuala Lumpur em 13 de fevereiro de 2017. A investigação acusa duas mulheres, a indonésia Siti Aisyah e a vietnamita Doan Thi Huong, por assassinar Kim ao esfregar em seu rosto o agente VX, informa a Reuters.

Os advogados de defesa disseram que as jovens pensaram que estavam agindo como parte de uma brincadeira, mas a polícia da Malásia diz que as duas sabiam o que estavam fazendo, informou o jornal USA Today.

“Funcionários disseram que quatro norte-coreanos que deram a substância às mulheres fugiram do país pouco depois do assassinato”, disse o relatório.

O agente químico VX é um produto fabricado em laboratório, que atua rapidamente atacando o sistema nervoso e provocando convulsões e coma. É um líquido oleoso, inodoro e de pouca evaporação, que permanece aderido à superfície, o que o torna mais perigoso.

 
Matérias Relacionadas