EUA recolhem mais de 200 milhões de ovos por suspeita de contaminação por salmonela

Por Epoch Times

A agência Food and Drug Administration (FDA) emitiu ordem de retirada de 206.749.248 ovos produzidos pelas fazendas Rose Acre, localizadas em Seymour, na Indiana.

“Os consumidores que compraram estes ovos foram alertados para suspender imediatamente o consumo e devolver os ovos ao local de compra, onde receberão um reembolso total”, disse a FDA em um comunicado.

Estes ovos podem estar contaminados com a bactéria Salmonella Braenderup, um organismo que pode causar infecções graves e às vezes fatais em crianças pequenas, pessoas fracas ou idosas, e outras pessoas com sistemas imunológicos enfraquecidos, acrescentou a agência.

As instalações de Rose Acre possuem 3 milhões de galinhas poedeiras, todas acomodadas em ambientes fechados, e que produzem 2,3 milhões de ovos por dia. O The Wall Street Journal informou que vídeos circularam mostrando algumas galinhas de Rose Acre mortas junto às galinhas vivas, o que pode ter provocado a contaminação, mas os produtores negam.

Os ovos foram distribuídos a partir de uma granja no condado de Hyde, na Carolina do Norte, e chegaram aos consumidores nos seguintes Estados: Colorado, Flórida, Nova Jersey, Nova York, Carolina do Norte, Pensilvânia, Carolina do Sul, Virgínia e Virgínia Ocidental através de lojas de varejo e restaurantes, por entrega direta”, disse a agência federal, destacando que até agora, 22 pessoas doentes foram relatadas.

Os ovos afetados têm um número de identificação, P-1065, com o intervalo numérico de 011 a 102 impresso ao lado ou na frente da caixa de papelão. Eles foram vendidos sob uma variedade de nomes diferentes.

De acordo com os Centros de Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês), a salmonela afeta cerca de 1,2 milhão pessoas nos Estados Unidos a cada ano. A comida é a fonte de cerca de um milhão de doenças.

Os sintomas geralmente duram de quatro a sete dias, e na maioria dos casos não requer qualquer tratamento. Os mais comuns são diarréia, febre e cólicas abdominais.

Das pessoas afetadas em um ano, cerca de 23 mil são hospitalizadas e cerca de 450 pessoas morrem da doença.

“Pessoas saudáveis infectadas com Salmonella Braenderup podem apresentar febre, diarréia, náuseas, vômitos e dor abdominal”, acrescenta. Em raras circunstâncias, a infecção pode fazer com que a bactéria entre na corrente sanguínea e produza doenças mais graves, tais como infecções arteriais (ou seja, aneurismas infectados), endocardite e artrite”, informou a FDA.

 
Matérias Relacionadas