Estreia de novo filme do Homem-Aranha na China continua indefinida em meio a boicote às Olimpíadas

Regime comunista chinês condenou o boicote e afirmou que os EUA 'pagarão o preço' por isso

Por Alex Wu 

Um dia após os Estados Unidos anunciarem, em 6 de dezembro, um boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 em Pequim, o regime comunista chinês o condenou e afirmou que os Estados Unidos “pagarão o preço” por isso. Mais tarde, foi noticiado que o lançamento do filme americano “Homem-Aranha: No Way Home” na China, que deveria ser definido esta semana, permanece sem data para estreia, indefinidamente.

De acordo com portais de notícias da China continental, como o “sohu” e o “163”, o China Movie Report, um programa administrado pela rede de mídia estatal chinesa CCTV, divulgou três novos pôsteres do filme nas redes sociais em 2021, mas afirmou que a data de lançamento do filme na China continental está “esperando para ser decidida”.

Os artigos do portal de notícias temem que o filme tenha o mesmo destino que “Viúva Negra” da Marvel, na China. O filme da Marvel teria passado pela censura da China, e o site oficial da Marvel até enviou saudações exclusivas aos fãs chineses. No entanto, devido à pandemia, a data de lançamento de “Viúva Negra” na China não parava de ser alterada e acabou não sendo decidida. O filme não foi exibido na China continental.

Um post amplamente divulgado na rede social chinesa Weibo, por “I, grass heroine”, no dia 12 de dezembro, afirmou que todos os filmes importados dos Estados Unidos foram suspensos, exceto aqueles cujas datas de lançamento já foram definidas. “Originalmente, a data de lançamento do Homem-Aranha na China continental seria anunciada às 10h de hoje [8 de dezembro], e então, devido ao boicote dos Estados Unidos às Olimpíadas de Inverno, a notícia da suspensão veio ao conhecimento às 8:50. Após as 9h, a conta oficial do Homem-Aranha na Weibo postou duas vezes que não havia recebido essa notificação oficial. Porém, às 9h57, foi oficialmente enviado o aviso de suspensão dos filmes americanos”. Alguns também relataram que isso basicamente significa que o novo filme do Homem-Aranha não será exibido na China.

O comentarista de atualidades de Hubei, Zhao Ning, declarou à Radio Free Asia (RFA) que as contra-medidas da China contra os Estados Unidos são esperadas, assim como o boicote anterior aos investimentos sul-coreanos na China e as celebridades. “Os Estados Unidos estão tomando a iniciativa de juntar-se a outros países no boicote às Olimpíadas de Inverno de Pequim. Certamente terá um certo impacto nas Olimpíadas de Inverno. A China definitivamente retaliará”, afirmou ele.

O comentarista chinês de atualidades, Wang Zheng, acredita que a retaliação da China contra o boicote diplomático dos Estados Unidos às Olimpíadas de Inverno em Pequim, proibindo filmes americanos, privará os chineses de seu direito de assistir a filmes americanos. “Os países adotaram um boicote diplomático, que não prejudicará o povo chinês. As contra-medidas da China geralmente consistem no sequestro de 1,4 bilhão de chineses para retaliar contra outros países, como boicotar programas de televisão americanos e, subsequentemente, boicotar a NBA e as marcas esportivas americanas. Eles usam 1,4 bilhão de pessoas para retaliação”.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas