Está acima do peso? Sofre de insônia? Descubra os milagres de um baço saudável

Enquanto as doenças ocidentais do baço afetam somente o baço, a medicina chinesa compreende que este órgão também inclui outras funções fisiológicas.

A medicina ocidental considera a doença como algo bioquímico ou mecânico, já na medicina chinesa, todos os distúrbios podem envolver processos físicos e psicológicos.

Portanto, quando falamos de um órgão na medicina tradicional chinesa, temos uma avaliação muito diferente em relação ao ponto de vista ocidental (e, por esta razão, escrevemos com letra maiúscula no título).

Na medicina tradicional chinesa, o baço é responsável por uma maior variedade de funções psicológicas e é mais complexo em comparação com a visão da medicina ocidental.

Na medicina chinesa, o baço mantém nossa energia diária e nosso metabolismo. Ele atua sobre o sistema digestivo, o sistema imunológico e linfático, sobre os nutrientes do sangue e vários aspectos do sistema endócrino.

Leia também:
Indigestão, azia, enjoo? Exagerou? Eis os chás salvadores
Livre-se da tensão pré-menstrual através da medicina chinesa

Os estados mentais e emocionais do baço são: a preocupação, o pensar em demasia, a melancolia e a reflexão. Em termos de psicologia ocidental moderna, o baço está relacionado à ansiedade e nervosismo, e algumas formas de depressão e insônia.

Em termos de medicina chinesa, o baço “regulamenta o transporte e a transformação” de alimentos e líquidos. Em termos ocidentais, inclui a digestão, absorção, distribuição de nutrientes e o uso de lipídios, hormônios e eletrólitos.

Os desequilíbrios destas funções no baço produzem a maior parte dos distúrbios digestivos, incluindo diarreia e constipação, dor abdominal, náuseas e vômitos, excesso ou falta de apetite, magreza extrema ou obesidade, distúrbios alimentares, retenção de líquidos e distúrbios da pele como acne e eczema.

Umidade

Na medicina tradicional chinesa, vento, calor, frio, secura e umidade podem desequilibrar o corpo e causar a doença.

Distúrbios do baço ocorrem especialmente quando uma pessoa está exposta a ambientes úmidos. Os climas úmidos agravam as condições como diarreia, edema e muco excessivo.

Em ambos os níveis físicos e mentais, a umidade está associada a monotonia, lentidão e falta de energia. A umidade pode enfraquecer a energia do baço, causando fadiga e fraqueza, e pode levar a hipotireoidismo. Quando o baço está fraco por causa da umidade, uma pessoa também pode desenvolver alergias ambientais, sazonais ou alimentares, bem como infecções por fungos.

Sabor

O sabor associado com o baço é doce. Um desejo desproporcionado para doces podem ser indicativos de um distúrbio do baço, e o consumo excessivo de doces, incluindo carboidratos, pode causar uma perda de energia no mesmo. Em casos extremos, doces e umidade excessivos pode causar obesidade. Energia insuficiente no baço também pode desencadear a hipoglicemia e diabetes.

Insônia

A perturbação do baço normalmente ocorre em associação com perturbações de outros órgãos. Insônia de todos os tipos estão relacionados com o coração, que, de acordo com a medicina chinesa, “abriga a mente”.

Quando as pessoas têm problemas para dormir, isto está relacionado com a incapacidade do baço para fornecer sangue para o coração, e é comumente causada por excesso de pensamento, ansiedade ou preocupação.

A medicina tradicional chinesa reconhece que a função digestiva do baço, a qual produz sangue, está relacionada com o aparecimento da insônia. Médicos chineses já sabiam da ligação entre o estômago e o sono, milhares de anos antes da medicina ocidental descobrir que aproximadamente 70 por cento do metabolismo da serotonina ocorre no intestino.

Tratamento do baço

Na minha prática, pelo menos 30 por cento dos meus pacientes sofrem de insônia, e muitos deles têm dificuldade em pegar no sono – isto pode ocorrer no início da noite ou quando houver uma interrupção do sono.

Nas minhas consultas, eu sempre uso fórmulas combinadas de ervas para reativar os benefícios do baço e encaminhá-los para outros órgãos desequilibrados.

A fitoterapia chinesa trata toda a falta de energia do baço com fórmulas contendo ginseng e outros tônicos para o baço, como astrágalo e atractylodes.

Quando tratamos distúrbios do baço devido ao excesso de umidade, usamos ervas tais como espinheiro para melhorar a digestão e absorção de lípidos, e alisma para facilitar a urina.

Leia também:
Melhore sua postura com método chinês
Medicina chinesa é ótima alternativa para tratar doenças intestinais

Fitoterapia e homeopatia mundial

Também uso fitoterapia e homeopatia em geral no tratamento de problemas relacionados com a utilização do baço. Na medicina global de ervas, uso ervas ocidentais e da ayurveda para tratar síndromes de baço.

Na homeopatia clássica, trato estas síndromes, incluindo distúrbios físicos e emocionais, com um ou mais das centenas de remédios homeopáticos a base de ervas.

O remédio homeopático do lycopodio trata sintomas digestivos e mentais associados com os desequilíbrios do baço. Também uso a solução de ceanothus, que dilata a artéria esplênica, permitindo que mais sangue oxigenado chegue ao baço, o qual melhora a função de filtração do mesmo.

Eu descobri que a homeopatia clássica obteve muitas vezes melhores resultados do que a medicina tradicional chinesa e a medicina mundial de ervas, quando se trata de distúrbios psicológicos mais graves, como depressão, ansiedade e insônia. A homeopatia também é muito eficaz em alguns casos de distúrbios hormonais e imunológicas, incluindo infertilidade e alergias.

Dr. Christopher Trahan, OMD, L.Ac., é diretor médico da Centro Olympus para Medicina Holística e Integral. Ele é certificado em acupuntura e fitoterapia chinesa (NCCA) pelo Conselho Nacional de Homeopatia e é especializado em homeopatia clássica. Ele tem uma experiência clínica de mais de 30 anos.

 
Matérias Relacionadas