Escassez de gás natural para transporte público na China

A escassez de gás natural na China, que anteriormente deixou vários residentes no norte e nordeste do país tremendo de frio, agora afetou o transporte público na região.

Num esforço para reduzir a poluição do ar, o regime chinês decretou uma política energética para reduzir em 60% a quantidade de carvão utilizada para gerar eletricidade até 2020, substituindo-o por gás natural. Mas com o aumento da demanda e o desenvolvimento inadequado da infraestrutura, muitas cidades do norte e nordeste sofreram escassez nesta temporada de inverno.

Leia também:
• Os motivos ulteriores do movimento verde ambientalista
• China congela para reduzir poluição

Nos últimos dias, a escassez fez com que os ônibus públicos no nordeste da China fizessem fila durante longas horas para abastecer-se com gás.

O jornal Diário de Singtao, baseado em Hong Kong, informou que mais de dois mil ônibus na cidade de Tianyuan, na província de Shanxi, funcionam com gás natural. A fim de evitar a falta durante as horas de pico, os condutores têm feito fila durante a noite em temperaturas congelantes para reabastecer. Como não há gás suficiente e, portanto, não há pressão de ar suficiente, os motoristas só conseguiram bombear 55 metros cúbicos por vez, em comparação com os 80 metros cúbicos normalmente abastecidos antes.

China, escassez, gás natural, poluição - Uma chinesa usa máscara para proteger-se contra uma tempestade de areia e poluição em Pequim em 4 de maio de 2017 (Kevin Frayer/Getty Images)
Uma chinesa usa máscara para proteger-se contra uma tempestade de areia e poluição em Pequim em 4 de maio de 2017 (Kevin Frayer/Getty Images)

Na cidade de Hohhot, a capital da província da Mongólia Interior, um representante de uma companhia pública de ônibus disse que os motoristas estavam regularmente fazendo fila de 8 p.m. até 3 da madrugada (um total de 7 horas de espera).

A província de Shaanxi está entre os maiores extrativistas chineses de gás natural, no entanto, uma empresa local de gás natural na capital de Xi’an recentemente iniciou seus próprios planos de contingência de emergência para racionamento e limitação de suprimentos, de acordo com uma reportagem do jornal Oriental Daily de Hong Kong. As autoridades locais estimam que a escassez será aliviada no próximo inverno quando dois projetos de armazenamento de gás estiverem prontos para operação.

Leia também:
• Universidade chinesa proíbe festa de Natal
• Despejo da população de ‘classe baixa’ em Pequim se espalha para outras cidades da China

Alguns internautas chineses também postaram em mídias sociais que esperaram por um longo tempo pela chegada dos ônibus, ou que testemunharam uma longa fila de ônibus nos postos de abastecimento.

Desde que os relatos da mídia surgiram no início deste mês, destacando a situação dos moradores devido à escassez, o Ministério da Proteção Ambiental da China recuou em sua política de mão de ferro e anunciou que as áreas onde o abastecimento de gás não é suficiente podem continuar usando carvão.

Contribuiu: Wen Pu

 
Matérias Relacionadas