Equilibre sua dieta através do Yin e Yang

A filosofia chinesa classifica os alimentos em Yin e Yang e utiliza suas combinações para obter um equilíbrio energético
Yin & Yang: por milhares de anos este símbolo é reconhecido pela representação da dualidade das forças que possuem qualidades distintas e complementares, trabalhando em harmonia para alcançar um equilíbrio (Epoch Times)
Yin & Yang: por milhares de anos este símbolo é reconhecido pela representação da dualidade das forças que possuem qualidades distintas e complementares, trabalhando em harmonia para alcançar um equilíbrio (Epoch Times)

Segundo o pensamento chinês, os alimentos são considerados uma importante medicina e os médicos tradicionais chineses sempre utilizam o poder dos alimentos para curar ou aliviar enfermidades. Somente em casos onde a doença é muito resistente, outras abordagens terapêuticas serão consideradas, como o uso de ervas medicinais e outros métodos de cura.

A filosofia chinesa classifica os alimentos em Yin ou Yang, e os combina para obter um melhor resultado. Os alimentos Yin tendem a produzir um efeito calmante e de resfriamento do corpo, enquanto que os alimentos Yang aquecem e estimulam. Alimentos já utilizados ou reutilizados, como “sobras” ou com prazo de validade vencido, ou mesmo alimentos processados, são considerados tóxicos e prejudiciais à assimilação dos nutrientes.

Se a sua energia é insuficiente e você se sente cansado, deprimido ou com letargia, é interessante experimentar essa teoria e aumentar o consumo de alimentos Yang. Caso sinta-se estressado, ansioso, excitado ou irritado, prove os alimentos suaves de natureza Yin. Se sua vida está equilibrada e com uma sensação de bem-estar, pode ser melhor adaptar sua dieta de acordo com as condições do ambiente externo. Se estiver em um lugar frio, úmido ou molhado, então a dieta predominantemente Yang seria benéfica. Se estiver em um ambiente quente e seco, então a dieta Yin seria a mais adequada.

O professor japonês George Ohsawa curou-se das chamadas enfermidades “incuráveis” aos 18 anos, usando uma simples dieta de arroz, sopa de missô e vegetais marinhos. Esses alimentos estão relacionados ao espectro do Yin e Yang. Logo dedicou sua vida ao que chamou de macrobiótica.

A macrobiótica é a prática da compreensão do efeito que os alimentos e o estilo de vida têm sobre a saúde, levando em consideração seu estado de saúde individual e a fisiologia em relação ao meio geográfico, bem como as mudanças estacionais e climáticas.

A forma de vida macrobiótica incentiva o consumo de alimentos que são cultivados localmente em suas respectivas estações, e evitar alimentos considerados excessivamente Yin ou excessivamente Yang. Ohsawa disse que a dieta moderna com excesso de sal e açúcar refinado, laticínios, alimentos processados e carnes, alteram o Yin e Yang do nosso organismo, gerando um processo que pode gerar enfermidades.

O corpo está sempre buscando equilíbrio, mas se você consome um alimento extremamente Yang, como a carne ou batatas fritas salgadas, seu corpo irá sentir desejo de um alimento extremamente Yin, como o açúcar ou frutas tropicais. Os extremos afetam não somente a saúde física, mas também a saúde mental e comportamental.

Os alimentos também se classificam em cinco sabores ou propriedades, que consistem em: ácido, amargo, doce, picante e salgado. Uma refeição equilibrada é aquela que balanceia cada um dos sabores, porém em medidas moderadas. Encontramos o sabor ácido nos cítricos como o limão, o amargo na salsa ou no gergelim, o doce no xarope de arroz ou no purê de maçã, o picante no agrião ou no alho, e o salgado no missô. Se consumirmos a combinação correta de cada um deles, iremos experimentar uma sensação de satisfação.

Em caso de doenças, certos alimentos e sabores podem ser enfatizados, e outros podem ser excluídos para recuperar a harmonia. Para maiores informações, é indicado que se consulte um profissional que trabalhe com medicina tradicional chinesa.

 
Matérias Relacionadas