Enfermeira se torna primeira americana a receber vacina COVID-19

Por Zachary Stieber

As primeiras vacinas nos EUA para COVID-19 foram administradas na segunda-feira.

Sandra Lindsay, enfermeira intensivista do Centro Médico Judaico de Long Island, foi a primeira a ser injetada.

“Não foi diferente de tomar qualquer outra vacina”, disse a enfermeira.

“Gostaria de agradecer a todos os trabalhadores da linha de frente, todos os meus colegas que se dispuseram a lutar contra esta pandemia em todo o mundo. Hoje me sinto esperançosa e aliviada. Espero que isso marque o início do fim de um momento muito doloroso da nossa história.”

Lindsay disse que queria inspirar confiança ao público na segurança da vacina.

A vacinação de Lindsay foi mostrada durante uma coletiva de imprensa do governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, um democrata.

A Dra. Michelle Chester da Northwell Health administrou a injeção.

A enfermeira Annabelle Jimenez, à esquerda, parabeniza a enfermeira Sandra Lindsay após ser inoculada com a vacina COVID-19 em 14 de dezembro de 2020, no Long Island Jewish Medical Center no bairro de Queens, na cidade de Nova Iorque (Mark Lennihan - Pool / Getty Images)
A enfermeira Annabelle Jimenez, à esquerda, parabeniza a enfermeira Sandra Lindsay após ser inoculada com a vacina COVID-19 em 14 de dezembro de 2020, no Long Island Jewish Medical Center no bairro de Queens, na cidade de Nova Iorque (Mark Lennihan – Pool / Getty Images)

“Tudo funcionou perfeitamente”, disse ele.

A Northwell Health planejou vacinar pelo menos dois outros trabalhadores em 14 de dezembro.

“Isso é o que todos estavam esperando”, disse Michael Dowling, presidente e CEO da Northwell Health, no briefing.

Cuomo disse que os cientistas estimam que pelo menos 75% dos americanos precisam da vacina para que ela seja eficaz e pediu a todos os americanos que “façam sua parte”.

“Passarão meses até que a vacina alcance uma massa crítica. Portanto, esta é a luz no fim do túnel, mas é um túnel longo e precisamos que as pessoas continuem fazendo isso, fazendo a coisa certa e fazendo a coisa certa ao longo da temporada de Natal”, acrescentou.

O presidente Donald Trump, cuja gestão se concentrou em acelerar o desenvolvimento de vacinas e terapias COVID-19, comemorou o momento. “Primeira vacina administrada. Parabéns EUA! Parabéns MUNDO! ” escreveu ele em um tweet.

A COVID-19 é a doença causada pelo vírus do PCC (Partido Comunista Chinês).

Por volta das 11 horas da manhã em Ohio, profissionais de saúde administraram as vacinas em cinco pessoas simultaneamente. Os que estavam na sala bateram palmas depois que as injeções foram aplicadas.

Cerca de 2,9 milhões de doses serão entregues aos estados até quarta-feira, marcando a primeira parcela de 40 milhões de injeções projetadas para serem administradas neste mês.

A vacina será administrada em duas doses com um intervalo de 21 dias.

A Food and Drug Administration aprovou o uso emergencial da vacina produzida pela Pfizer e BioNTech na sexta-feira.

Reguladores de medicamentos estão se reunindo para considerar a aprovação de uma vacina feita pela Moderna nesta semana.

Siga Zachary no Twitter: @zackstieber

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas