Empresas estatais chinesas correm para liquidar ações imobiliárias

Essas atividades são uma indicação de que as empresas estatais têm uma perspectiva pessimista para o mercado imobiliário chinês

Por Olivia Li, Epoch Times

Mais de uma dúzia de grandes empresas estatais na China estão liquidando suas participações em projetos imobiliários. Tendo em vista que o setor imobiliário costumava ser o principal combustível para o crescimento do PIB da China, bem como uma importante fonte de renda para suas empresas estatais, essas atividades de liquidação atraíram uma atenção considerável.

Segundo o Securities Times, uma publicação financeira chinesa, 20 projetos imobiliários em Pequim tiveram transferências de ações de 1º de maio a 14 de junho. Em comparação, houve apenas duas transferências de ações nos primeiros quatro meses deste ano.

Entre os 20 projetos imobiliários, os cedentes de 15 projetos são estatais, como China Poly Group, Sinochem Group, Overseas Chinese Town Enterprises, OCT Group, China Aviation Industry Corporation, Power Construction Corporation of China, China General Technology Group, China Electronics Corporation. , China National Machinery Industry Corporation e China Nonferrous Metal Mining Group.

O artigo do Securities Times também revelou alguns detalhes dessas movimentações de ações. Em 12 de junho, a China Jinmao, subsidiária do Sinochem Group, transferiu 28,56% de sua participação na Beijing Maofeng Real Estate; Poly Real Estate, subsidiária da China Poly Group, transferiu 10% de sua participação na Beijing Jinfeng Real Estate. Em 17 de junho, uma subsidiária do Grupo OCT colocou à venda 100% de sua participação na Jade City Co Ltd.

O especialista financeiro chinês He Jiangbing disse à Radio Free Asia em uma entrevista em 19 de junho que essas atividades são uma indicação de que as empresas estatais têm uma perspectiva pessimista para o mercado imobiliário chinês.

“Isso mostra que eles entenderam quais são os planos dos principais líderes antes do público em geral. Além disso, em 13 de junho, Guo Shuqing, chefe do PCC no Banco Central da China e presidente da Comissão Reguladora de Seguros chinês, deu um discurso em Xangai, onde afirmou que as casas não são para especular. Ele também alertou que há um excesso de oferta no inventário habitacional e que quando a taxa de vacância é muito alta, pode ser muito perigoso “, disse ele.

Ele acha que o discurso de Guo indica que o altamente disputado imposto imobiliário pode se tornar realidade no futuro próximo.

Ele também destacou que as empresas estatais são o barômetro do mercado imobiliário chinês e que suas operações podem ser uma ótima referência para o público.

 
Matérias Relacionadas