El Salvador: Bitcoin torna-se moeda oficial em meio à queda do preço da criptomoeda

Por Alicia Marquez

O lançamento do Bitcoin como moeda de troca legal em El Salvador foi marcado na terça-feira em meio à queda no preço da criptomoeda.

Seguindo a legislação endossada pelo órgão oficial da Assembleia Legislativa, os agentes econômicos são obrigados a aceitar a criptomoeda como forma de pagamento para os consumidores e todos os dois preciosos produtos devem ser expressos em dólares norte-americanos e em Bitcoin.

O governo Bukele tinha mais de US $ 200 milhões disponíveis para a implantação do projeto e, na véspera, comprou Bitcoin equivalente a mais de US $ 21 milhões ao preço registrado na segunda-feira, o que equivale a cerca de 450 bitcoins.

No entanto, na tarde de terça-feira, a criptomoeda caiu quase 9 por cento – uma de suas maiores perdas diárias desde maio. Até as 10h (EST), o Bitcoin havia caído para US$ 43.050.

Para não marcar este outono, Bukele publicou em suas redes sociais que El Salvador adquiriu mais 150 bitcoins, já que o país tinha 550 bitcoins.

Da mesma forma, o aplicativo Chivo Wallet – que será usado para operar com Bitcoin no país – pode ser baixado imediatamente das lojas de aplicativos da Apple e do Google. Bukele, que promoveu a iniciativa, escreveu: “Liberte-o” em um tweet na manhã de terça-feira.

A Lei Bitcoin ganhou força em meio a uma ampla desaprovação dos salvadorenhos, segundo diferentes pesquisas, e com diversos protestos convocados no dia para rejeitar a regulamentação.

Os manifestantes concentraram-se em diferentes pontos da capital e depois se mobilizaram para uma das entradas da sede da Assembleia Legislativa, onde se realiza o plenário correspondente esta semana.

“Chega de corrupção, não ao bitcoin”, “Não corromper a lavagem de dinheiro”, “Eu digo não ao bitcoin”, “Rejeito totalmente o bitcoin”, podiam ser lidos em diferentes banners.

Nos locais autorizados a receber orientação ou uso do bitcoin, não foi observada a chegada massiva de salvadorenhos e não se sabe quantos baixaram a carteira do Estado.

Menos de três pesquisas indicam que a maioria da população discorda da medida, aprova o uso de recursos estaduais e prefere o dólar ao Bitcoin.

Com informações da EFE. 

 

Entre para nosso canal do Telegram

Siga o Epoch Times no Gettr

Veja também:
https://youtu.be/zltK6gWh5zA
 
Matérias Relacionadas