El Caminito eterniza imigração europeia do início do século 20

Um dos bairros periféricos mais frequentados de Buenos Aires, o La Boca faz parte de importantes capítulos da história portenha. Um de seus principais atrativos, o inconfundível conjunto de casas El Caminito foi batizado pelo pintor Benito Quinquela, que homenageou o tango homônimo composto por Juan de Dios Filiberto.

O El Caminito serviu como ponto de encontro da boemia portenha que unia desde intelectuais e artistas plásticos até dançarinos de tango. Chamado carinhosamente por artistas e artesãos de Museo de Bellas Artes al Aire Libre Caminito, é uma feira de arte a céu aberto.

O cenário das casas ficava próximo ao porto onde desembarcavam os imigrantes que buscavam melhores condições de vida no período pós-guerra. As tintas de cores vivas eram sobras das cores utilizadas para a pintura de navios do porto, e hoje fizeram do local um dos principais pontos turísticos da capital argentina.

 
Matérias Relacionadas