Editor da mídia estatal chinesa Xinhua comete suicídio

O vice-diretor e editor-chefe de uma filial da agência estatal de notícias Xinhua, na província de Anhui, China, teria cometido suicídio na noite de 1º de maio.

Song Bin foi encontrado morto em seu escritório na noite de 28 de abril. Segundo fontes da Xinhua, Song sofria de depressão e se enforcou. Ele deixou uma nota de suicídio. A notícia foi relatada pela mídia chinesa no estrangeiro e mais tarde por portais da web na China.

Song trabalhava no ramo da Xinhua em Anhui há muitos anos e se tornou vice-diretor e editor-chefe em 2009.

Sequência de suicídios

À luz de uma série de suicídios recentes de funcionários estatais chineses, alguns analistas sobre a China expressaram ceticismo sobre se a morte de Song foi realmente suicídio.

Hua Po, um observador político sediado em Pequim, disse à NTDTV que Song “podia estar envolvido em alguma questão complicada” e foi “silenciado”.

O último funcionário que morreu em circunstâncias incomuns foi Li Wufeng, vice-diretor do Escritório de Informação do Conselho de Estado. Ele morreu em 24 de março após cair de um prédio.

Posteriormente, três funcionários do Grupo de Publicação da China foram demitidos. Shen Weichen, vice-ministro da propaganda, foi investigado em 12 de abril. Gao Jianyun, vice-diretor do Escritório de Propaganda Estrangeira, foi detido e interrogado em 18 de abril.

Vários outros oficiais de Anhui também foram detidos para interrogatório recentemente, incluindo Jiang Shan, o secretário do Comitê Municipal de Chuzhou.

A NTDTV citou fontes não identificadas que sugeriram que a morte de Song Bin pode estar relacionada com a investigação de Zang Shikai, o ex-ministro da propaganda do Comitê Provincial do Partido Comunista Chinês em Anhui.

Antes de novembro de 2011, Zang Shikai foi um membro do Comitê Permanente em Anhui e ministro do Departamento de Propaganda da província de Anhui. Depois disso, ele se tornou vice-diretor do Comitê Permanente da Assembleia Popular Nacional de Anhui. Analistas especulam que Zang Shikai será investigado em breve, informou a NTDTV.

O comentarista Wang Beiji disse à NTDTV que, com vários funcionários de propaganda sendo investigados ou morrendo misteriosamente, é provável que o Partido Comunista Chinês esteja agora visando o sistema de propaganda em sua campanha anticorrupção, expurgando funcionários considerados politicamente não-confiáveis ou simplesmente corrupto.

*Imagem do “website da Xinhua” via Shutterstock

 
Matérias Relacionadas