Dr. Robert Malone para Joe Rogan: EUA está em ‘Psicose de formação em massa’ quanto a COVID-19

'Eles desconsideram completamente a bioética. Eles quebraram todas as regras que eu conheço, nas quais fui treinado por anos'

Por Jack Phillips 

Contribuidor principal para a vacina de RNA mensageiro, Dr. Robert Malone, um céptico proeminente das vacinações obrigatórias para a COVID-19, sugeriu ao popular podcaster Joe Rogan – dias após ser suspenso do Twitter – durante uma entrevista, que os Estados Unidos estão no meio de uma “psicose de formação em massa”.

“Nosso governo está fora de controle sobre isso”, declarou Malone sobre os mandatos de vacinação na entrevista, que foi divulgada no fim de semana. “E eles são fora da lei. Eles desconsideram completamente a bioética. Eles ignoram completamente a regra comum federal. Eles quebraram todas as regras que eu conheço, nas quais fui treinado por anos e anos e anos”.

Malone, um especialista em tecnologias de vacinas de RNA mensageiro que recebeu treinamento na University of California – Davis, UC – San Diego e no Salk Institute, foi banido pelo Twitter na semana passada. Malone afirmou ao Epoch Times, na semana passada, que o Twitter não ofereceu nenhuma explicação de por que sua conta, que tinha 500.000 seguidores, foi suspensa.

Um porta-voz do Twitter relatou ao jornal de esquerda, Daily Dot, que a conta de Malone “foi permanentemente suspensa por violações repetidas de nossa política de desinformação quanto a COVID-19 … de acordo com o sistema de greves descrito aqui, suspenderemos permanentemente as contas por violações repetidas desta política”.

O Twitter não respondeu ao pedido do Epoch Times para comentar sobre a suspensão de Malone.

“Esses decretos… são explicitamente ilegais” e “são explicitamente inconsistentes com o Código de Nuremberg”, explicitou Malone durante sua entrevista com Joe Rogan, referindo-se ao conjunto de princípios de ética em pesquisa contra a experimentação humana. “Eles são explicitamente inconsistentes com o relatório Belmont”, afirmou ele, referindo-se ao relatório de 1978 publicado no Federal Register sobre princípios éticos e diretrizes para pesquisas envolvendo seres humanos.

“Eles são totalmente ilegais e não se importam.”

Perto do final de sua entrevista, Malone sugeriu que as pessoas estão em meio ao que ele chamou de “psicose de formação em massa”, traçando paralelos com a mentalidade que se desenvolveu entre a população alemã nas décadas de 1920 e 1930.

Naqueles anos, os alemães “tinham uma população altamente inteligente e educada a qual enlouqueceu”, afirmou Malone.

“Quando você tem uma sociedade que se separou uma da outra e tem uma ansiedade generalizada no sentido de que as coisas não fazem sentido, não podemos entender. E então sua atenção é focada em um líder ou uma série de eventos em um pequeno ponto, assim como a hipnose. Eles ficam literalmente hipnotizados e podem ser conduzidos a qualquer lugar.”

“Eles vão seguir aquela pessoa. Não importa se eles mentem para eles ou algo assim.”

Vários anos atrás, relatou ele, as pessoas estavam “reclamando que o mundo não faz sentido” e que não estávamos mais “conectados socialmente, exceto por meio das redes sociais”.

“Então aconteceu uma coisa”, declarou Malone, referindo-se à pandemia da COVID-19. “É assim que acontece a psicose de formação em massa e é isso que aconteceu aqui”.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas