Dominion Voting Systems cancela audiência perante legisladores da Pensilvânia

Por Brehnno Galgane, Terça Livre

Nesta sexta-feira (20), a empresa de urnas eletrônicas Dominion Voting Systems se comprometeu a comparecer a uma audiência de supervisão na Pensilvânia, entretanto desistiu no último momento, disseram legisladores no estado de Keystone.

“Os membros do comitê do governo estadual estavam ansiosos para abordar publicamente a infinidade de acusações dos Sistemas de Votação da empresa Dominion, em um formato que seria permitido um diálogo aberto e honesto”, afirmou o deputado Seth Grove.

Fiquei impressionado com o que parecia ser a disposição da Dominion Voting Systems em lidar com as acusações, e isso teria deixado à vontade os 1,3 milhão de habitantes da Pensilvânia que usaram suas máquinas, inclusive eu”, completou Grove, um republicano que preside o Comitê de Supervisão. “Infelizmente, na noite passada, a Dominion Voting Systems desistiu de seu compromisso”.

“Em vez de correr em direção à luz da honestidade e integridade, a Dominion Voting Systems retirou-se para a escuridão”, disse Grove.

O cancelamento adiciona credibilidade às acusações contra a Dominion, disseram legisladores estaduais.

“A maioria de nós concordaria aqui que confiamos nos trabalhadores em nossos locais de votação e nos trabalhadores em nossos condados. Eles são nossos vizinhos e são pessoas que elegemos. Mas, o que não sabemos, portanto, não podemos confiar, é o papel das empresas terceirizadas”, disse o deputado estadual Dawn Keefer, um republicano.

A Dominion teve a chance de “demonstrar quem eles eram, os serviços que estavam prestando, os produtos que nos vendiam e como estavam sendo utilizados, e dar aos eleitores a confiança que procuram”, acrescentou Keefer.

Catorze condados da Pensilvânia usam os sistemas de votação da Dominion. Cerca de 1,3 milhão de pessoas, ou 19% dos eleitores, votaram nesses condados.

Dominion diz ser uma empresa apartidária, mas possui conexões reconhecidas com a Clinton Global Initiative e ex-funcionária da presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas