Dinamarca e Noruega não recomendam vacina da AstraZeneca para maiores de 65 por falta de informações

Por Agência EFE

As autoridades em saúde de Dinamarca e Noruega recomendaram nesta quinta-feira (04) que não seja administrada a vacina contra o novo coronavírus produzido pela companha AstraZeneca em pessoas maiores de 65 anos, devido a falta de informação sobre eficácia e segurança para este grupo etário.

Dessa forma, os dois países se juntam a outros da Europa, como Alemanha, França e Suécia, que também fizeram a mesma ressalva sobre o agente imunizante que começará a ser aplicado na próxima semana na União Europeia (UE).

“Revisamos a documentação e até que vejamos mais dados sobre o efeito nos mais idosos, nossa recomendação é que a vacina da AstraZeneca não deve ser sobretudo uma oferta para as pessoas de mais 65 anos sem o risco de uma evolução grave da Covid-19”, anunciou a Direção Geral de Saúde dinamarquesa.

Em termos semelhantes, se expressaram as autoridades em saúde da Noruega, país que não pertence à UE, mas sim ao Espaço Econômico Europeu.

“Não significa que a vacina não funciona com idosos, mas que a documentação é muito limitada. Participaram muito poucos idosos com mais de 65 anos nos estudos, de forma que não se pôde documentar o efeito neles”, afirmou a diretora do Instituto de Saúde Pública norueguês, Camilla Stoltenberg.

 

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas