Dilma Rousseff tenta a quarta indenização de “perseguida política”

Depois de três comissões estaduais de anistia, ex-presidente tenta arrancar dinheiro do governo federal

Por Diário do Poder

A ex-presidente Dilma Rousseff já obteve indenização de “perseguida política” em três comissões estaduais de anistia, mas achou pouco.

Agora, ela tenta arrancar dinheiro do governo federal, mas, como as chances são reduzidas, seus advogados têm solicitado sucessivos adiamentos no julgamento do caso pela Comissão Nacional de Anistia.

Pediu de novo, alegando que a pandemia pode prejudicar sua pretensão.

A Comissão se reunirá pela última vez no fim do mês, este ano. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Além de uma indenização milionária que pretende receber, como pagamento retroativo, Dilma ataca também em outra frente, de um antigo emprego.

Dilma também pretende reajuste de sua aposentadoria como economista do Instituto Federal do Rio Grade do Sul (IFRS).

O pedido de reajuste no IFRS esconde outra manobra: se for concedido, ela pretende receber uma bolada, retroativamente.

Ela ficou afastada das funções no IFRS, até ser reintegrada. Agora quer que o período de afastamento seja contado como “trabalhado”.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas