Dilma Rousseff incorre em crime se não respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal, diz Aécio

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou na tarde de ontem (12) que a presidente Dilma Rousseff incorre em crime de responsabilidade se não cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal. Um dia após o governo enviar um projeto de lei para alterar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014, flexibilizando a meta de superávit primário, o tucano disse que a oposição estuda tomar medidas judiciais contra a proposta do Executivo.

Leia também:
Aécio Neves afirma que cadastro do Bolsa Família é uma ‘caixa-preta’

“Vamos discutir, inclusive, do ponto de vista judicial, quais as demandas cabíveis porque a presidente da República incorre em crime de responsabilidade se não cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal”, afirmou o tucano. Questionado sobre o fato de que uma eventual condenação por crime de responsabilidade incorreria em cassação do mandato da Dilma, Aécio Neves disse que vai ponderar quais medidas tomará.

“Não quero chegar a isso (processá-la) porque a medida (a alteração da LDO) não foi ainda tomada pelo Congresso”, disse. O tucano defendeu que, na discussão sobre a mudança da meta de superávit, o Congresso respeite as suas prerrogativas e impeça essa “violência”.

“É o atestado definitivo de fracasso de condução da política econômica”, criticou. Aécio Neves disse que Dilma deveria devolver o mandato após ter enviado o projeto de lei de alteração da LDO.

“Se houvesse um Procon das eleições, a presidente Dilma estaria sendo hoje instada a devolver o mandato”, criticou o tucano. Para o senador mineiro, a presidente vendeu aos brasileiros durante a campanha eleitoral uma realidade que não existia: de que o País não necessitava do aumento da taxa básica de juros da economia, tinha as contas públicas em ordem, não tinha inflação, diminuía o desmatamento e reduziria permanentemente a miséria.

Até um mês atrás, segundo o tucano, as principais autoridades do governo diziam que cumpririam o superávit primário de 1,9% do PIB – meta que se pretende flexibilizar com o projeto enviado ao Legislativo.

Vide Versus

 
Matérias Relacionadas