Dieta oriental: 11 maneiras de comer e perder peso naturalmente

O enfoque do plano da dieta oriental é promover o bem-estar. Ao praticar estes hábitos alimentares você obtém saúde e energia para a vida.

Sabemos que a saúde não é apenas a ausência de doença. Pense em maneiras de comer o que você gosta e desfrutar do que você come seguindo estes segredos da dieta oriental.

Esta lista foi aperfeiçoada e praticada durante séculos. Parafraseando Sun Simiao, grande médico chinês do século VI, “você desperdiça o talento de um grande médico se em primeiro lugar não controla o que você está comendo.” Isto continua a ser verdade hoje em dia. Considere também quando você come e como você come enquanto lê as seguintes sugestões.

1. Limite as bebidas às refeições, particularmente frias

Os americanos têm o mau hábito de beber um copo de água fria ou refrigerante durante as refeições. Só em mudar esse hábito já se tem uma melhor digestão dos alimentos. Limite a ingestão de líquidos durante as refeições e você deixará de diluir as enzimas digestivas que são muito importantes para uma boa digestão. O chá verde ou outros chás quentes antes de uma refeição favorecem a atividade enzimática e auxiliam a capacidade digestiva. O melhor é beber líquidos 30 minutos antes ou depois das refeições, não durante.

2. Tome sopa com frequência

A sopa é um alimento com elevado teor de nutrientes e satisfaz rapidamente. Você não precisa tomar muito, meia xícara já está bom. A maioria das sopas orientais são feitas com ossos e/ou combinações de legumes, por isso você ingere uma grande quantidade de vitaminas e minerais, mesmo com uma pequena porção. Quer se trate de um caldo de osso, de vegetais ou de soja, as sopas são ricas em vitaminas e minerais e são facilmente absorvidas. Em segundo lugar, mas igualmente importante, é que a temperatura quente da sopa (bem como do chá) pode melhorar o processo digestivo.

3. Coma uma proporção de 3 vegetais para cada porção de carne

Deve-se consumir uma quantidade de legumes três vezes superior à quantidade de carne. A dieta à base de carne e batatas nos Estados Unidos não deixa muito espaço no prato para os vegetais. Na verdade, o vegetal favorito dos americanos, as batatas, (por exemplo, as batatas fritas), deveriam ser substituídas por batatas cozidas caso você realmente não consiga viver sem o amido. Melhor ainda, tente comer legumes com gosto amargo. Dê aos rabanetes, radicchio e melão amargo um espaço em seu prato.

4. Porções pequenas e chopsticks

Tigelas e pequenos pratos são uma ótima maneira de comer porções menores. Misture pequenos e atraentes pratos e tigelas de diferentes formas e tamanhos. Não é apenas esteticamente agradável, mas eles também ajudam a comer menos. Os palitos chineses ou chopsticks são uma outra maneira fácil de evitar encher o talher para comer. Para um ocidental comum que não tem nenhuma experiência em comer com pauzinhos, é garantido que irá diminuir o ritmo do consumo dando, assim, tempo ao estômago para enviar uma mensagem a seu cérebro de que você está satisfeito e é hora de parar de comer.

5. Arroz combinado

A combinação de arroz preto, marrom, vermelho, ou até mesmo roxo é nutricionalmente mais rica do que o arroz branco ou marrom sozinho (o melhor é o arroz menos processado, pois é rico em vitamina B). No Oriente, o arroz é comido como complemento alimentar, não como um prato principal. O arroz é o carboidrato mais popular, por ser mais barato para cultivar, fácil de transportar e de armazenar.

Mas, assim como todo carboidrato, o arroz se transforma em açúcar durante o processo digestivo, o que significa que pode causar um efeito dramático sobre nosso índice glicêmico, o que é bom quando você precisa de energia rápida mas ruim se você quer evitar flutuações no nível de açúcar no sangue. Ele é, portanto, prejudicial para quem é diabético ou pré-diabético. O arroz combinado tem menos amido, portanto produz menos açúcar e menos calorias.

6. Nem toda noite é noite de sobremesa

Meus filhos são testemunhas desde que eram muito jovens, de que se me pediam sobremesa, a minha resposta padrão era “esta noite não é noite de sobremesa.” Tenho que admitir que isso não funcionou tão bem quando eles fizeram sete anos, mas ainda é uma regra de ouro. Se você não pode ficar sem sobremesa, coma uma fruta. A fruta é nutritiva e deliciosa, e uma sobremesa tradicional oriental é cortá-la e servi-la de maneira divertida e interessante para torná-la ainda mais saborosa. Bolos açucarados, biscoitos e sorvetes são apenas para ocasiões especiais.

7. Peixes: olhe para a comida de maneira diferente

Não há necessidade de repetir o que já sabemos. As pesquisas apoiam esta prática comum da dieta oriental de comer peixe todos os dias, e já ouvimos sobre os óleos saudáveis existentes nesse alimento. O peixe sempre foi parte da dieta do homem na maior parte do mundo, não apenas no Oriente, mas a cultura oriental o manteve melhor do que na maioria dos outros lugares como parte do seu patrimônio vivo.

8. Lanches orientais são mais saudáveis

Confira os lanches que os orientais comem, e compare-os com as batatas fritas e biscoitos que os americanos comem, você vai entender em parte porque estes estão tão acima do peso e os orientais não. Escolha lanches de algas, nozes, frutas secas e sementes.

Eu adoro as sementes de abóbora e girassol. São fáceis de encontrar em quase todos os mercados. Esses lanches saudáveis são ricos em micro-nutrientes, vitaminas e minerais, e as opções são ilimitadas. Um aviso, cuidado com o teor de sal dos amendoins. É preferível comê-los crus, mas realmente estes não são tão saborosos quanto os salgados. Se você realmente quiser comer amendoins salgados, experimente a versão “levemente salgado”.

9. Combine a temperatura dos alimentos com as estações do ano

Não se deve negligenciar a temperatura energética dos alimentos, então o melhor é ingerir alimentos que produzem calor em tempo frio e alimentos refrescantes em clima quente. Esta regra de ouro do senso comum dificilmente é mencionada no Oriente porque simplesmente é praticada por todo mundo. As bebidas frias e os alimentos frios como aipo, melões e saladas frias, não devem ser consumidos no meio do inverno.

No tempo frio, é preferível ingerir sopas quentes e carne cozida, porque é isso que o corpo precisa. Um dia quente de verão é perfeito para uma melancia ou uma bebida refrescante feita com aloe e pepino. Cada alimento tem uma temperatura energética e atua sobre o organismo de acordo com ela. Comer alimentos que têm a temperatura correta durante diferentes estações do ano é uma parte importante de uma dieta saudável.

10. Evite o leite de vaca e seus derivados

O leite de vaca não combina bem com praticamente nada já que nos proporciona muito cálcio mas não suficiente magnésio. O leite de vaca é completamente ausente na dieta oriental. Outras culturas, como os alimentos kosher dos judeus, já perceberam há muitos anos que os produtos lácteos devem ser consumidos separadamente de outros alimentos.

Se você não pode ficar sem o leite de vaca, pelo menos não ignore o princípio da combinação de alimentos. A combinação dos alimentos errados, tais como produtos lácteos, prejudica o intestino, exatamente o oposto do que é melhor para uma digestão saudável. Substitutos para o leite de vaca hoje são mais fáceis de obter do que nunca com a chegada do leite de amêndoa, coco, arroz ou soja orgânica.

11. Mantenha seus intestinos funcionando regularmente

Uma dieta saudável e uma boa digestão proporcionam um bom funcionamento dos intestinos, e um intestino saudável é um intestino limpo. Embora não se fale muito sobre isso na dieta ocidental padrão, ao menos uma evacuação por dia é absolutamente necessária. Grande parte do nosso sistema imunológico depende da nossa saúde intestinal, e esta é uma das razões pelas quais uma boa digestão é fundamental para otimizar nossa saúde e bem-estar.

Este é o método natural de desintoxicação de nosso corpo, e é a última das dicas da dieta oriental desta lista. Procure a Skinny Boost Herb Pack, ou fórmula de ervas chinesa para melhorar a saúde intestinal, que é a fórmula n.º 1 usado no Japão para melhorar os resultados de perda de peso e desintoxicar o intestino suavemente e com segurança.

 
Matérias Relacionadas