Dicas para criar seus filhos sem açúcar

É difícil ignorar o fato de que agora vivemos em um mundo revestido de açúcar. O vício ao açúcar se tornou praticamente epidêmico. Essa evidência pode ser constatada nas nossas, cinturas que se tornaram maiores, e na nossa saúde, que manifesta diversas doenças relacionadas à alimentação, como diabetes. Ao contrário do que pensávamos no passado, agora sabemos que o açúcar não é simplesmente um deleite inofensivo para ser apreciado sem muito motivo de preocupação. De fato, é uma substância extremamente prejudicial que nos atrai como uma droga e depois, lentamente, começa a minar a nossa saúde com cada bocado doce que botamos para dentro.

Para criar uma criança saudável hoje em dia, é necessário controlar a sua dieta. Deixadas à própria sorte, a maioria das crianças, naturalmente gravitam em torno de alimentos cheios de açúcar, porque os seres humanos são geneticamente propícios a apreciarem a doçura que certos alimentos transmitem. Este fato, conjugado ao poder dos comerciais de barras de chocolate, pop, cereais e outros produtos para crianças cheios de açúcar, provocou uma geração de comedores que amam o seu açúcar. No entanto, de acordo com os níveis atuais de consumo (de acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, a partir de 1999, o consumo anual de açúcar é de mais de 70 quilos por pessoa), está se tornando quase impossível criar uma nova geração de crianças saudáveis, felizes e equilibradas.

A fim de proteger as crianças dos efeitos nocivos do açúcar, os pais precisam ser diligentes antecipando armadilhas e implementando hábitos saudáveis. Abaixo estão algumas estratégias que funcionaram para os pais com o mesmo objetivo.

Estratégia # 1 – Não traga alimentos cheios de açúcar para dentro de casa

Se alimentos açucarados estão dentro de casa, é muito mais difícil tentar manter seu filho longe deles. Se os cookies ou outras guloseimas são feitos em casa, seus filhos vão vê-los e constantemente se lembrarão deles. Não tê-los em casa significa que eles estão fora da vista e fora da mente.

Estratégia # 2 – Seja um exemplo

É difícil convencer seu filho a não comer alimentos açucarados, se você os estiver regularmente comendo. Aprenda a dar um bom exemplo, você e seu filho irão se beneficiar.

Estratégia # 3 – Compre deles as guloseimas conseguidas nos feriados

Copiei essa ideia de amigos que queriam manter a filha distante dos doces que ela ganhava em festas e feriados, e eu achei muito inteligente. Em vez de proibir seu filho de atividades festivas, como Halloween ou festas de aniversário onde os sacos de lembrancinhas e docinhos são grandes o suficiente para atualizar a cadeira do seu dentista, permita que seu filho vá a esses eventos com o acordo de que você vai comprar os doces deles por uma certa quantia, ou que você vai trocá-los por um passeio ao jardim zoológico ou filmes que eles estejam interessados. Desta forma, eles podem desfrutar os aspectos sociais dessas festas sem pagar o preço com a sua saúde.

Estratégia # 4 – Trabalhar com outros pais

Se você está preocupado com a quantidade de açúcar que seu filho está comendo, é muito provável que outros pais também estejam. Traga à tona o assunto com os pais com os quais você tem contato, e veja se há formas de minimizar a quantidade de açúcar que é servido na casa do outro durante as festas, ou quando um dorme na casa do outro. Se você sentir hesitação, você sempre pode oferecer para fornecer lanches que você ache mais apropriados. A maioria dos pais estão mais abertos a ideias quando você torna o assunto mais fácil para eles.

Estratégia # 5 – Discuta suas “regras” sobre alimentação com o seu filho antes de sair

Muitos pais cedem aos pedidos de seus filhos quando estão fora de casa, porque não querem fazer uma cena. As crianças, muitas vezes, percebem esse padrão e usam em proveito próprio. Em vez de esperar que aconteça uma situação em público com seu filho, antes de sair, estabeleça as regras e as consequências pelo comportamento dele. Se as crianças sabem os limites e as consequências, elas são mais propensas a se comportarem.

Estratégia # 6 – Esteja preparado com comida

Uma das principais estratégias para se empregar com as crianças é nunca permitir que eles fiquem realmente com fome em lugares onde a tentação é abundante. Sempre certifique-se de que as crianças estão bem alimentadas antes de irem ao shopping ou para um evento esportivo, e certifique-se sempre de estar levando lanches relativamente saudáveis ​​com você. Isto irá diminuir a tentação deles de querer encher seus estômagos com itens não saudáveis.

Estratégia # 7 – Seja claro e firme com outros membros da família

Uma das situações mais difíceis de se atravessar é a sabotagem familiar. Muitos membros da família irão insistir em alimentar seus filhos com doces ou em comprá-los com presentes insalubres sempre que vê-los. A intenção deles é fazer o sorriso da sua criança ser doce, mas se isso se transformar em uma prática regular, você vai precisar ter uma conversa com eles e deixá-los conhecer a sua filosofia. Quanto mais claro você for com os outros, desde o início, mais fáceis as coisas se tornam. Se eles sentirem qualquer vacilação ou hesitação da sua parte, eles podem não levar você muito a sério. Tenha em mente que você pode, inicialmente se irritar ao ter essas discussões com os membros da família. Ganhe força lembrando-se de que, como mãe ou pai, uma das suas maiores responsabilidades é proteger a saúde do seu filho.

Tentar criar filhos sem açúcar não significa que você nunca pode deixá-los desfrutar de um pedaço de bolo de aniversário ou saborear um sorvete em um dia quente de verão. Em vez disso, representa a busca de mantermos as nossas crianças saudáveis ​​dentro de um mundo cada vez mais insalubre. Ao retornarmos aos hábitos alimentares mais razoáveis ​​que incluem economia de alimentos açucarados para ocasiões especiais, podemos nos esforçar por oferecer aos nossos filhos o futuro saudável que eles merecem.

NaturallySavvy.com

*Imagem de “child” via Shutterstock

 
Matérias Relacionadas