Diante de um mercado de trabalho em crise, milhares se candidatam à vaga de auxiliar de polícia em Wuhan 

Por Olivia Li

Os jovens de Wuhan estão lutando por empregos devido ao impacto da pandemia do vírus do PCC. Em um vídeo gravado em 26 de maio, um grande número de candidatos a emprego foi visto esperando na fila para se candidatar a cargos auxiliares da polícia.

Internautas chineses lamentam que os cidadãos de Wuhan sejam vítimas imediatas do regime comunista chinês, mas os empregos que procuram buscam ajudar o regime a fazer o mal.

Cinegrafista:

Wuhan sofreu um grave surto de coronavírus este ano.
Todas essas pessoas aqui estão se candidatando a cargos de auxiliares da polícia.
A delegacia está contratando hoje.
Meu Deus, tem mais gente lá atrás! Uau!

De acordo com um aviso de contratação anunciado em 25 de maio, o Departamento de Segurança Pública de Wuhan planeja contratar 100 policiais auxiliares para realizar tarefas rotineiras, como patrulhar, manter a estabilidade social ou tornar-se guarda da prisão. Os candidatos devem se inscrever e passar por uma entrevista.

Um internauta chinês disse: “Este é um trabalho fácil. A polícia auxiliar pode intimidar cidadãos comuns à vontade. Geralmente os chamamos de “exército real auxiliar”, pois o trabalho deles é manter o domínio do “imperador chinês”.

Como o Epoch Times é diferente de outras mídias?

O Epoch Times é a mídia independente que mais cresce na América. Somos diferentes de outras organizações de mídia porque não somos influenciados por nenhum governo, corporação ou partido político. Nosso único objetivo é levar aos leitores informações precisas e sermos responsáveis ​​perante o público. Não seguimos a tendência doentia no ambiente de mídia atual do jornalismo orientado a agendas e, em vez disso, usamos nossos princípios de Verdade e Tradição como nossa luz guia.

Estamos trabalhando dia e noite para cobrir o surto de vírus do PCC para você. Doar tão pouco quanto uma xícara de café ajudará a manter nossa mídia funcionando.

Ajude-nos agora doando um ‘CAFÉ’ para a equipe.

Veja também:

Regime chinês persegue e ataca companhia de dança internacional

 
Matérias Relacionadas