‘Dia Mundial do Falun Dafa’ é celebrado mundialmente

Feriados nos permitem escapar de nossas rotinas por alguns momentos e nos reconectar com aspectos essenciais da vida. Mas vejam bem, não estou me referindo a pagar contas, atualizar aplicativos ou fazer compras. Estou falando de permitir que a alma se preencha de energia positiva e bons valores, de saciar a sede espiritual que todos temos, quer reconheçamos ou não.

O Dia Mundial do Falun Dafa em 13 de maio é um dia importante desse tipo. É uma celebração da “Verdade-Compaixão-Tolerância”, valores universais destilados através de 5 mil anos de civilização antiga.

Então, marquemos em nossos calendários e aproveitemos esta oportunidade para mergulhar na sabedoria antiga que inspirou incontáveis ​​figuras lendárias na história da China e outros milhões em todo o mundo hoje.

Estilo de vida

Na mente de muitos ocidentais, o Falun Dafa é uma religião e um tipo específico de crença. No entanto, na antiga civilização chinesa, essas práticas de autocultivo eram adotadas em toda a sociedade e iam além da religião praticada por diferentes grupos de pessoas; era um estilo de vida adotado por uma civilização inteira.

Um amigo comentou recentemente que após a Renascença os ocidentais se separaram de Deus, exploraram a ideia de “meu relacionamento com Deus” e geralmente viam o divino como algo separado de si mesmos. Por outro lado, a filosofia oriental prioriza os aspectos internos, daí o dizer: “Há um Buda no interior.”

A tradição chinesa enfatiza a autodisciplina espiritual e a veneração ao divino, internalizando-o e expressando-o na vida diária. Esta espiritualidade era evidente em pessoas de todas as esferas da vida, e não apenas nos monges, mas em funcionários judiciais, médicos, agricultores e assim por diante.

O Falun Dafa, também chamado de ‘Falun Gong’, carrega essa tradição espiritual. É uma disciplina cuja a assimilação às mais altas qualidades do universo – ‘Zhen-Shan-Ren’ (Verdade, Compaixão e Tolerância) – é sua característica fundamental.

Praticantes aderem aos princípios enquanto desempenham diferentes papéis na sociedade – como pais, filhos, profissionais, membros da comunidade etc. É de fato um modo de vida que permeia todos os aspectos de suas vidas.

O poder da dignidade

“Nem riquezas nem honras podem corrompê-lo; nem a pobreza nem a humildade podem fazê-lo desviar-se dos princípios; nem ameaças nem a força podem subjugá-lo.” Nos tempos antigos, este era o paradigma e o padrão do povo chinês.

No entanto, sob o regime comunista e tendo vivenciado o massacre da Praça da Paz Celestial e uma longa lista de campanhas políticas brutais, os chineses contemporâneos adotaram um mantra diferente após serem instilados e doutrinados com a ideologia comunista: “Os seres humanos morrem em busca de riqueza e as aves morrem em busca de comida.” As raízes culturais outrora orgulhosas e dignas da China foram cortadas e arrancadas; enriquecer tornou-se o único objetivo e motivação existencial.

Quando os praticantes do Falun Gong foram confrontados com a perseguição esmagadora lançada pelo regime chinês em julho de 1999, eles tiveram de escolher entre ignorar sua consciência ou posicionar-se por sua dignidade.

Eles escolheram manter-se fieis a suas crenças, apesar da tortura, da prisão, da negação de seus direitos e meios de subsistência e da humilhação pública. Eles têm perseverado por 15 anos de perseguição e ajudado os chineses a perceberem o valor da dignidade e da compaixão e a ter fé novamente no que é bom.

Milhões praticam o Falun Dafa em mais de 70 países em 6 continentes. Os ensinamentos do Falun Dafa são publicados em mais de 30 idiomas. A disciplina conecta pessoas contemporâneas de todas as origens culturais com a sabedoria antiga, e essa dignidade tranquila e pacífica tem ressoado em todo o mundo.

Valores dignos de celebrar

Verdade, compaixão e tolerância são valores dignos de celebrar. Ser capaz de testemunhar estes valores se manifestando no mundo de maneira ampla é um privilégio. Comemorar o fenômeno e seus valores é ainda mais precioso.

Visite o website Minghui.org para apreciar artigos e obras de arte diversos que celebram o Dia Mundial do Falun Dafa em 2014. Neste mês de maio tenha um encontro com a Verdade, Compaixão e Tolerância.

Bruce Cole pratica o Falun Dafa há mais de 10 anos. Este artigo foi originalmente publicado no Minghui.org.

 
Matérias Relacionadas