Destruindo as mentiras do Intercept contra Moro (Vídeo)

a reputação de Sérgio Moro e Deltan Dallagnol continua sendo de heróis da nação. Já a de Glenn Greenwald e seus asseclas do Intercept…

Por Flavio Morgenstein, Senso Incomum

Tem um sitezinho de relevância nula para o pensamento da humanidade chamado “The Intercept” (nomen est omen) tentando desestabilizar o país com fofoca de sauna “explosiva”, dizendo ter encontrado “atitudes altamente controversas” do ministro da Justiça Sérgio Moro em conversas ilegalmente hackeadas com o procurador Deltan Dallagnol. Será mesmo?

Em nosso canal, fazemos um vídeo realmente “explosivo”, mostrando “atitude altamente controversa” desse lixo pseudo-jornalístico chamado “The Intercept”, que na prática é apenas um disfarce para a desinformação promovida pelos interesses de seu dono, Glenn Greenwald (aquele que saiu espalhando mundo afora a fake news de que Bolsonaro tinha colaboração no assassinato de Marielle Franco, mas ninguém deu bola porque ninguém se importa com Glenn), que por sua vez é apenas um porta-voz de Edward Snowden. Lembra? Aquele que se refugia na Rússia. Do Putin. Gente finíssima. Sabe como ele lida com gays lá por Moscou, né?

Analisamos o arrazoado inteiro de Glenn e seus comparsas para ver se há mesmo algo “altamente controverso”, além da qualidade inclusive estética do texto do Intercept.

O truque é manjado: interpretam eles mesmos algumas mensagens que, retiradas de contexto, parecem chocantes para a militância e para os jornalistas, que acreditam em qualquer coisa e ficam hipersensíveis com qualquer coisa contra Bolsonaro – e estavam até hoje querendo achar algo contra Moro e Dellagnol. Depois, deixam que militantes – e jornalistas – com capacidade de interpretação paulofreireana achem que leram nas mensagens de Moro a interpretação do Intercept, e não o texto descolado da interpretação forçadíssima dada ali do lado. Ah, como é fácil manipular quem tem QI de um protozoário…

O resultado é claro para quem tem olhos para ver e cérebro para ligar lé com cré, e extrair algo de uma informação não-viciada. Spoiler: a reputação de Sérgio Moro e Deltan Dallagnol continua sendo de heróis da nação. Já a de Glenn Greenwald e seus asseclas do Intercept…

A produção é de Filipe Trielli do estúdio Panela Produtora, com logo de Gustavo Finger, da Agência Pier.

Flavio Morgenstern é escritor, analista político, palestrante e tradutor. Seu trabalho tem foco nas relações entre linguagem e poder e em construções de narrativas. É autor do livro “Por trás da máscara: do passe livre aos black blocs” (ed. Record). No Twitter: @flaviomorgen

O conteúdo desta matéria é de responsabilidade do autor e não representa necessariamente a opinião do Epoch Times

 
Matérias Relacionadas