Crimes de extração de órgãos na China são apresentados na TV da Eslováquia

Ethan Gutmann, premiado especialista sobre a China, jornalista, escritor e defensor dos direitos humanos, visitou a Eslováquia de 2 a 4 de março de 2015 para discutir a questão da extração forçada de órgãos de praticantes do Falun Gong e outros prisioneiros de consciência na China.

Ele realizou quatro debates com estudantes universitários nas áreas de direito e jornalismo e também se encontrou com dois membros do Parlamento Eslovaco, os srs. František Miklosko e Peter Osusky, para discutir as ramificações internacionais da extração ilegal de órgãos na China.

Num evento para a imprensa intitulado “A extração de órgãos na China ainda continua”, o sr. Gutmann apresentou os resultados de sua investigação de longa data sobre a extração forçada de órgãos na China. Com base nas estatísticas disponíveis, ele estima que, entre 2000 e 2008, os órgãos de 65.000 praticantes do Falun Gong foram extraídos de forma ilegal. Os resultados de sua investigação são detalhados no livro “O massacre: assassinatos em massa, extração de órgãos e a solução secreta da China para o seu problema de dissidentes”, publicado em 2014.

A estação de TV National TA3 convidou o sr. Gutmann ao seu estúdio para uma entrevista sobre o programa noturno em horário nobre “Tema do Dia”. Ao longo de uma entrevista televisiva de 40 minutos, o apresentador de TV realizou uma discussão aprofundada com o sr. Gutmann sobre a extração forçada de órgãos e a perseguição ao Falun Gong.

Eles discutiram as razões por detrás da extração forçada de órgãos, exploraram a perseguição ao Falun Gong e as estimativas do número de vítimas e discutiram a conexão entre a extração ilegal de órgãos e as exibições de “corpos” que atualmente viajam ao redor do mundo.

 
Matérias Relacionadas