ARTIGO - Publicado em - Atualizado em 28/12/2014 às 19:43

Crianças com memórias de vidas passadas surpreendem pesquisadores

Esquerda: (Ryan McVay/Digital Vision/Thinkstock) Direita: (Nadofotos/iStock/Thinkstock; editado por Epoch Times) Fundo: (Shutterstock*)

Esquerda: (Ryan McVay/Digital Vision/Thinkstock) Direita: (Nadofotos/iStock/Thinkstock; editado por Epoch Times) Fundo: (Shutterstock*)

O universo é cheio de mistérios que desafiam o nosso conhecimento atual. Em “Além da Ciência”, o Epoch Times coleta histórias sobre alguns fenômenos estranhos para estimular a imaginação e abrir a mente para novas possibilidades. Elas são reais? Você decide.

Diversos pesquisadores têm investigado cuidadosamente casos de crianças que relatam memórias de vidas passadas. Foram verificados muitos casos em que os detalhes dados por crianças (algumas vezes com uma precisão surpreendente) correspondem a pessoas falecidas. Em outros casos, os dados são mais difíceis de se verificar.

Leia também:
Reencarnação: mito ou verdade?
Medicina Tibetana: Compaixão, ciência e experiência
A lenda da poção de Meng Po e a reencarnação

Mesmo nos casos mais convincentes, alguns encontrarão algum elemento de dúvida. Será que os pais influenciaram os seus filhos com uma certa linha de questionamento sugestionável? Será que as crianças ouviram informações e repetiram-nas, sem o conhecimento de seus pais? Poderia uma imaginação fértil ou desejo de atenção terem alimentado a conversa sobre uma vida passada? Talvez a probabilidade possa explicar como tais “memórias” correspondem a pessoas ou eventos reais, ou talvez sejam apenas palpites de sorte.

A psicologia

O psicólogo Dr. Erlendur Haraldsson, professor emérito da Universidade da Islândia, em Reykjavik, estudou 30 crianças no Líbano, que persistentemente falaram de memórias de vidas passadas, e as comparou com outro grupo de teste composto por outras 30 crianças. O Dr. Haraldsson se perguntou se as crianças que se associam tão fortemente a outra pessoa (sua encarnação de vida passada) são psicologicamente semelhantes a pessoas com múltiplas personalidades.

O Dr. Haraldsson testou as crianças para saber se elas estavam mais propensas a tendências dissociativas do que seus pares do grupo outro teste. Ele explicou em seu artigo “Crianças que falam de experiências de vidas passadas: Há uma explicação psicológica?”, publicado pela Sociedade Britânica de Psicologia, em 2003: “O conceito de dissociação tem sido usado para descrever uma variedade de processos psicológicos, que vão desde aqueles que são perfeitamente normais, como a atenção dividida e sonhar acordado, ao aparecimento de múltiplas personalidades na mesma pessoa com pouca ou nenhuma consciência umas das outras”.

Ele descobriu que as crianças com supostas memórias de vidas passadas “obtiveram pontuações mais elevadas em relação a sonhar acordado, busca de atenção, e dissociação, mas não em relação ao isolamento social e à facilidade de se deixarem levar por sugestões”. No entanto, ele descobriu “que o nível de dissociação foi muito menor do que nos casos de personalidade múltipla, e não foi clinicamente relevante”.

No mesmo artigo, ele fez referência ao seu estudo de campo no Sri Lanka. Ele descobriu que lá, as crianças que falavam de vidas passadas sonhavam acordadas mais do que seus pares do outro grupo teste, mas não houve nenhuma indicação de que elas eram mais propensas a fabricar experiências imaginárias. Nem foram encontradas evidências indicando que elas seriam mais  facilmente levadas por sugestões. Em um de seus estudos no Sri Lanka, ele descobriu que essas crianças têm vocabulários maiores, obtiveram maior pontuação em um breve teste de inteligência e tiveram melhor desempenho escolar do que seus pares do outro grupo teste.

Haraldsson citou o Dr. Ian Stevenson, conhecido por seu estudo sistemático iniciado na década de 1960, sobre milhares de casos de crianças que relataram memórias de vidas passadas. Stevenson reexaminou muitas das crianças e descobriu que elas cresceram de forma saudável, se ajustaram apropriadamente à sociedade, e não tiveram diferenças psicológicas significativas comparadas com seus pares do outro grupo teste. Apenas uma das crianças que Stevenson reexaminou tornou-se esquizofrênica na vida adulta.

A busca pela verdade

Psicólogos como Haraldsson e Stevenson esforçaram-se para detectar qualquer influência psicológica que pudesse gerar dúvidas sobre as supostas memórias que eles investigaram.

Em 1975, o Jornal da Associação Médica Americana escreveu sobre Stevenson: “No que diz respeito à reencarnação, ele cuidadosamente e sem emoção coletou uma série detalhada de casos na Índia, casos em que as evidências são difíceis de serem ligadas a qualquer outra razão. … Ele registrou uma grande quantidade de dados que não podem ser ignorados.”

Em 1994, Haraldsson publicou um artigo intitulado “Estudos de Replicação de Casos Sugestivos de Reencarnação por Três Investigadores Independentes”, no Jornal da Sociedade Americana para a Pesquisa Psíquica, delineando estudos que replicaram a obra de Stevenson.

Ele resumiu: “Até o momento, Jurgen Keil estudou 60 casos na Birmânia, Tailândia e Turquia; Erlendur Haraldsson estudou 25 casos no Sri Lanka; e Antonia Mills estudou 38 casos no norte da Índia. … Em 80% dos 123 casos, foi identificada uma pessoa falecida que aparentemente correspondeu a algumas ou todas as declarações da criança. … Em 51% dos 99 casos resolvidos, a pessoa que a criança alegou ser era desconhecida pela família da criança; em 33% era conhecida e em 16% era parente. Da amostra combinada de 123 casos, apenas um dos casos [um estudado de Mills] parecia estar na fronteira entre o engano consciente perpetrado e o autoengano.”

O trabalho incluiu alguns exemplos de casos em que foram verificados os detalhes das memórias. Um desses casos foi o de Engin Sungur, nascido em dezembro de 1980 no Hospital Antakya, em Hatay, Turquia.

Caso de um menino na Turquia

Quando Sungur era um jovem garoto, fez uma viagem com sua família para longe de sua aldeia natal, Tavla. Durante a viagem, ele apontou para uma aldeia pela qual passava, chamada Hancagiz, e disse que ele morava lá. Ele disse que seu nome era Naif Cicek, e que ele tinha ido para Ancara antes de morrer.

Realmente existiu um Naif Cicek, que havia morrido naquela aldeia um ano antes de Sungur nascer. Mas a família de Sungur ficou sem saber disso por algum tempo. Eles não cederam imediatamente aos pedidos de Sungur para visitar a aldeia de sua vida passada.

Em data posterior, quando a filha de Cicek estava na aldeia de Tavla, onde Sungur vivia, antes da família de Sungur e Cicek terem qualquer contato, Sungur se aproximou dela e disse: “Eu sou o seu pai”.

A mãe de Sungur eventualmente levou-o para Hancagiz para conhecer a família de Cicek. O menino identificou corretamente vários membros da família, incluindo a viúva do falecido. Ele apontou para uma lamparina a óleo na casa de Cicek e disse que ele a havia feito sozinho. Ele disse que seu filho uma vez acertou-a com seu próprio caminhão enquanto estacionava de ré.

Todas as declarações feitas por Sungur estavam corretas, todas elas combinaram com os detalhes da vida de Cicek. Algumas outras declarações que ele fez não puderam ser verificadas, mas ele não fez nenhuma declaração incorreta.

O Dr. Jim Tucker, sucessor de Stevenson em estudos de reencarnação da Universidade de Virginia, contou casos semelhantes em que puderam ser verificados os detalhes das memórias de vidas passadas de uma criança, em seu livro “Retorno à Vida: Casos Extraordinários de Crianças que Lembram de Vidas Passadas”. Mas, ele observou, com relação aos casos que não podem ser verificados, “no mínimo, eles levantam a questão sobre o que poderia levar as crianças a acreditar que lembram dos acontecimentos que algumas delas relatam”.

Caso de uma menina no Canadá

O Dr. Tucker citou alguns exemplos, um dos quais envolveu uma menina do Canadá, que pareceu lembrar-se de ser uma senhora idosa. O pai da menina não tinha nenhum interesse por hóquei. Na verdade, ele evitava assistir ou falar sobre este assunto porque ele tinha más associações com o esporte – seu próprio pai era apaixonado por hóquei e sua falta de interesse pelo esporte havia afetado negativamente a relação entre os dois.

A menina, Hannah, quando tinha 3 anos de idade, perguntou ao seu pai por que o filho dela nunca mais levou-a para assistir jogos de hóquei. O pai perguntou quando o filho dela havia feito isso, e Hannah respondeu: “Você sabe, papai, quando eu era uma senhora idosa”.

Depois de algum tempo, ela falou mais sobre seu filho, dando detalhes como o carro branco com ferrugem que seu ele costumava dirigir e sua jaqueta de couro.

O 

Dr. Tucker escreveu: “Mesmo que as declarações da criança não possam ser verificadas neste caso, eu acho que são bastante impressionantes. O que levaria uma criança de 3 anos de idade, especialmente cuja família nem gostava de hóquei, a imaginar que ela tinha sido uma mulher idosa que desejava que seu filho a levasse para assistir a jogos de hóquei?”

* Imagem de “galaxy” via Shutterstock
Todo conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito ao Epoch Times em Português e para o repórter da matéria.
  • Alex Duarte

    Hoje eu tenho 45 anos e minha mãe contava que eu falava quando criança que na outra vida morava na França. Hoje quando vejo imagem antigas da França e da Europa, sinto uma saudade enorme daquela época.

  • Albertina Veigas

    Para os incrédulos é mais fácil negar. Estudar a respeito, nem pensar. O Livro dos Espíritos de Allan Kardec nos ensina a respeito da Reencarnação. O próprio Jesus se referiu a João Batista, como Elias que haveria de vir. O colóquio com Nicodemos sobre a necessidade de nascer de novo. E muitos outros fatos narrados por Francisco C. Xavier, e outros.

  • Gilberto

    Herança genética, não herdamos somente certos hábitos ou fisionomia, herdamos frações de memória de várias gerações.

  • Moysés Martins

    Li todos os comentários e cheguei a uma conclusão! Estão todos malucos…Alguns por defenderem o Cristianismo e não tratarem o outro com caridade como ensinou o Mestre Jesus, outros por serem ateus e ironizarem a existências de algo que não acreditam, outros por debaterem pra provar ao ateu que ele está errado, o ateu sendo mais sensato e honesto que os próprios religiosos (Estudou religiões e conhece a doutrina e o ponto de intersecção entre todas), os únicos que se livram são os que tem casos em comum na família e procuram entender melhor a situação e um terapeuta que conhece por outro aspecto esse assunto. …Enfim! Isso não parece loucura?

    Raul Seixas dizia que não poderia confiar na própria consciência, pois ela era limitada. Sócrates disse que de nada sabia. Jesus nos ensinou a amar e não julgar o próximo ( Isso abrange tudo…Não sei pq abrem exceções se é na Bíblia que creem), Buda ensinou o caminho do meio, a física quântica mudou a visão da ciência de uma vez por todas transformando-a de cartesiana para sistêmica…

    Talvez se a humanidade estivesse menos interessada em defender a própria verdade e subjugar as crenças alheias, nosso planeta fosse melhor de se habitar. A harmonia que sobra na natureza, entre animais irracionais, parece ser inalcançável ao Ser que acredita ser especial pra Deus ou pra Ciência.

    Um texto bíblico no original em hebraico, que se encontra em João 3:16, diz assim na tradução correta: ” Porque Deus amou o Cosmos de tal maneira, que deu seu único filho para a sua redenção ” .

    A vista só nos é possível por existir o Sol! Qual a probabilidade, em um Universo tão imenso, de você (que nem tem os poderes do SuperMan) estar certo?

    Sejamos melhores meu queridos!

  • Jandira Amaral

    Vocês não conhecem a Bíblia Sagrada!!!! Não sabem que os demônios gostam de falar pela bôca das crianças? Tolos insensatos!!! O demônio conhece tudo, sabe tudo e gosta de fazer o ser humano perder tempo!!!
    Do pó vieste, para o pó retornarás…. Não existe reencarnação. Assim disse Jeová dos exércitos.

    • Clebson Da Silva Santos

      A bíblia só é sagrada para quem acredita cegamente nela. Assim como é a Torá, o Alcorão, etc.
      Para a ciência é só um livro histórico cheio de contradições e contestações.
      Porém, muitas passagens bíblicas explicam muito bem sobre espíritos e reencarnações. Mas, ao longo do tempo a bíblia foi sistematicamente e convenientemente adaptada para os interesses dos homens de má fé.

    • Clebson Da Silva Santos

      Se o o espírito que se manifestou nessa passagem não fosse de Samuel, a bíblia estaria no mínimo se contradizendo, pois no texto há a afirmação de que foi realmente o espírito do profeta Samuel que se manisfestou. Na comunicação, o nome Samuel é mencionado diretamente cinco vezes.
      “E Saul se disfarçou, e vestiu outras roupas, e foi ele com dois homens, e de noite chegaram à mulher; e disse: Peço-te que me adivinhes pelo espírito de feiticeira, e me faças subir a quem eu te disser.
      Então a mulher lhe disse: Eis aqui tu sabes o que Saul fez, como tem destruído da terra os adivinhos e os encantadores; por que, pois, me armas um laço à minha vida, para me fazeres morrer?
      Então Saul lhe jurou pelo Senhor, dizendo: Vive o Senhor, que nenhum mal te sobrevirá por isso.
      A mulher então lhe disse: A quem te farei subir? E disse ele: Faze-me subir a SAMUEL.
      Vendo, pois, a mulher a SAMUEL, gritou com alta voz, e falou a Saul, dizendo: Por que me tens enganado? Pois tu mesmo és Saul.
      E o rei lhe disse: Não temas; que é que vês? Então a mulher disse a Saul: Vejo deuses que sobem da terra.
      E lhe disse: Como é a sua figura? E disse ela: Vem subindo um homem ancião, e está envolto numa capa. Entendendo Saul que era Samuel, inclinou-se com o rosto em terra, e se prostrou.
      ¶ SAMUEL disse a Saul: Por que me inquietaste, fazendo-me subir? Então disse Saul: Mui angustiado estou, porque os filisteus guerreiam contra mim, e Deus se tem desviado de mim, e não me responde mais, nem pelo ministério dos profetas, nem por sonhos; por isso te chamei a ti, para que me faças saber o que hei de fazer.
      Então disse SAMUEL: Por que, pois, me perguntas a mim, visto que o Senhor te tem desamparado, e se tem feito teu inimigo?
      Porque o Senhor tem feito para contigo como pela minha boca te disse, e o Senhor tem rasgado o reino da tua mão, e o tem dado ao teu próximo, a Davi.
      Como tu não deste ouvidos à voz do Senhor, e não executaste o fervor da sua ira contra Amaleque, por isso o Senhor te fez hoje isto.
      E o Senhor entregará também a Israel contigo na mão dos filisteus, e amanhã tu e teus filhos estareis comigo; e o arraial de Israel o Senhor entregará na mão dos filisteus.
      ¶ E imediatamente Saul caiu estendido por terra, e grandemente temeu por causa daquelas palavras de SAMUEL; e não houve força nele; porque não tinha comido pão todo aquele dia e toda aquela noite.”

      1 Samuel 28:8-20

      • Rosimara Cunha

        eu nome é Rosimara ,tenho 57 anos e as vzs tenho sonhos com pessoas desencarnadas da família,são avisos ,comentários ou conversamos sobre algo que estamos vivendo nesta vida.

        Mas o motivo desta declaração é para contar que na semana do dia das mães de 2014,sonhei com meu avô morto em 1978,nunca havia sonhado com ele antes,e não éramos tão próximos assim .Estávamos num litoral e ele parecia bem jovem ,caminhavamos pela praia de mãos dadas,e ele ria muito parecendo muito feliz.Quando virou para mim e falou que estava muito feliz pois reencarnaria ,e que seria meu neto e que teria sido meu avô e agora eu seria sua avó,filho de minha filha Catarina.Levei um susto e acordei,pois minha filha era solteira e não estaria em seus planos engravidar tão cedo.

        Quando acordei,contei para minha filha ,que achou um absurdo,afinal ela tinha um namorado recente que havia conhecido em janeiro,e casr não estava em seus planos tão cedo.

        Falei do meu sonho na festa do dia das mães para todos da fampilia,pois era muito nítido e ficara bem impressionada.

        Um mês mais tarde minha filha descobre que quando sonhei ela já estaria grávida,resolve casar se e ,agora em janeiro tem um bebê ,menino,praticamente na mesma data que meu avô fazia aniversário,o bebê só não nasceu no dia pois o parto atrasou.

        Estou dando este depoimento para demonstrar que esses acontecimentos só vem provar a verdade da reencarnação.E apesar de termos abafado este assunto ,na família ,continuarei observando de acordo com o crescimento de meu neto se isto se confirma e se ele terá alguma lembrança de sua vida passada,por ter sido uma reencarnação tão recente.

    • Cristiane Damaso

      Jandira, não perca seu tempo falando essas coisas… Quem acredita em demônios é quem os têm dentro de si! As crianças são puras e verdadeiras. A sua crença, minha cara, não é absoluta! Existem mais mistérios entre o céu e a terra do que você pode imaginar! “Coitado de quem se interessa pouco…” Antes de falar essas coisas, estude… compare… viva! A Bíblia é interpretada por inúmeras religiões… qual a interpretação mais certa??? Só Deus sabe!!! Respeito acima de tudo pela crença dos outros!!! Repito: a sua religião não é melhor do que a minha, e as suas verdades não são as minhas…

      • Cristiane Damaso

        Concordo com sua opinião, os crentes sempre querem estar corretos e são quem mais falta com respeito a qualquer outra religião, jogam as pedras e escondem as mãos………

    • Sheila Cps

      hahahhahahahahahhahahahah

    • Bruna

      Correto. Do pó vieste e para pó retornarás… O seu CORPO (físico) veio do pó e para o pó retornarás, já a sua alma vai reencarnar eternamente. Só lamento…

    • Juliana Maira Soares

      O QUE SABEMOS AINDA MAIS DA BIBLIA É QUE CRIANÇAS SAO PURAS E OS DEMONIOS NAO TEM PODER SOBRE ELAS POIS SAO ANJOS….ACHO QUE A SENHORITA QUE NAO CONHECE A BIBLIA SOU ESPIRITA E CONHEÇO IRMA VOU ORAR POR VC…ALIAS NAO LEVE A BIBLIA AO PÉ DA LETRA POIS ELA FOI ESCRITA POR HOMENS…. SABIA QUE TEM VARIAS PARTES DELA ESCONDIDA A 7 CHAVES NO VATICANO? PERAI…VATICANO,IGREJA CATOLICA..BIBLIA…OU SEJA A BIBLIA FOI ESCRITA PELOS CATOLICOS!! KKK PQ OU VC ACHA QUE O MESTRE FALOU E FOI CAINDO PAGINA DO CÉU ESCRITA EM OURO AHH POR FAVOR FANATISMO RELIGIOSO ESSA HRA NAO…

    • Daniel Estima Rosa

      demonio eh o pastor que te ensinou isso

  • Guilherme Mauricio

    Engraçado que as reencarnações ocorrem sempre no mesmo país, né! Quanta coincidência…

    • Guest

      Hiiiii, amigão… Sinto dizer, mas vc está muito mal informado…

    • Mirian celli

      Vá estudar mais sobre reencarnação amigo! Garanto que vai se surpreender com as descobertas. Isso é ciência!

      • Guilherme Mauricio

        Não vou porque não acredito. Mas você que acredita deveria tratar as pessoas melhor, pra não ficar reencarnando pra sempre. 😉

        • Cristiane Damaso

          Desculpa, Guilherme! mas se vc não acredita, porque fica lendo e comentando sobre o assunto? Simplesmente ignore e saia da página… 🙂

          • Guilherme Mauricio

            Desacreditar não é sinônimo de desinteresse. Tenho interesse por religiões a título de cultura. Em outras palavras, não acredito mas gosto do assunto, por isso fico lendo e comentando.

            Falo com propriedade de quem tem uma vaga noção a respeito de várias religiões. Há uma influência clara da cultura local sobre as religiões, ou a influência de uma religião anterior sobre outra mais recente, e por aí vai. Acredito também que o que a ciência não explica é considerado “sobre-natural” (hífen por minha conta pra enfatizar a etimologia e o significado real da palavra), mas um dia será explicado pela ciência como algo totalmente natural. E acredito que cairá por terra o conceito de espíritos, outros planos, reencarnação, anjos e demônios etc quando a ciência conseguir explicar.

            Acho muito bonito o conceito de karma, porque ele coloca a responsabilidade de fazer o bem enquanto vivos. Isto cria um mundo melhor a todos. Ateus não são más pessoas, só têm um entendimento da vida diferente dos que acreditam (portanto, “crentes” genericamente falando) em algo “sobrenatural”.

          • adriana

            vaga noçao de nada.Larga de ser chato cara…..

          • Rogério Fraga

            Vaga noção…esse é o problema do achismo em todas as áreas, pior ainda em conhecimento espiritual! Vá estudar mais sem dogma e preconceito amigo!

          • Guilherme Mauricio

            Humildade acima de tudo. Se o sr. tem a audácia de dizer que tem domínio sobre um assunto, é melhor que o tenha mesmo. Por enquanto, sinto que tenho no mínimo o mesmo nível de conhecimento de todos que comentaram por aqui. A diferença é que tenho este nível de conhecimento não só no kardecismo, como no budismo e, em nível menor, no hinduísmo. Eu considero este nível muito, mas muito vago.

          • Celso Soares

            Esse é o meu pensamento.. eu me pergunto , porque? a pessoa não entende do assunto, não se interessa, não acredita, lê tudo e depois dispara com comentários que so interessa a ela própria, por qual motivo o ser racional faz isso? Dr. da psicologia Sergio nos dê uma luz sobre este tema, obrigado

          • Guilherme Mauricio

            Como disse acima, sinto que entendo do assunto tanto quanto os que tentaram me explicar algo. No final, não contribuíram em nada e ninguém conseguiu me explicar o motivo e nem provar que que a) as reencarnações acontecem em diferentes famílias ou localidades, ou b) por quê as reencarnações se mantêm na mesma “família” ou localidade. Eu acho isso de uma coincidência sem tamanho! Eu apontei uma coincidência e todos ficaram furiosos, mas ninguém ainda conseguiu derrubar o meu ponto.

            Agora eu me pergunto: com que autoridade o sr. diz que “a pessoa não entende do assunto, não se interessa”? Eu me julgo tão entendido quando o sr. (ou mais, visto que o sr. não demonstrou conhecimento nenhum até gora), mais interessado; e o meu questionamento não interessa só a mim, mas a todos os que se interessam e não aceitam as coisas como são. A diferença entre o ateu/materialista médio e o espiritualista/teísta médio é que o segundo engole tudo que lhe é cuspido sem questionar. Tenho orgulho de não ser como o sr. Sinto-me mais racional assim, fazendo questionamentos que contribuem para uma melhor compreensão – tanto dos que acreditam quanto dos que não acreditam.

          • Maria

            Guilherme, parabéns por manter o senso crítico. Saiba que a razão é uma virtude muito valorizada pelo espiritismo. Para os espíritas, é preciso entender por que se crê em algo. Não vale crer por crer ou porque alguém disse que é para acreditar. Você encontrará respostas para as suas dúvidas no “Livro dos Espíritos” de Allan Kardec. É um livro de fácil leitura no formato de perguntas e respostas. Sugiro que leia com a mente sem preconceitos, mas com a mente ativa, questionando a lógica das respostas dadas. Não tenha medo desta leitura. Leia apenas como um curioso, como um estudioso. Você não precisa tornar-se espírita após a leitura do livro. Eu mesma não me considero “espírita”. Pode se sentir seguro e estudar as entrevistas do livro, avaliar o conteúdo por si próprio. Se realmente você tem interesse no estudo desta forma de ver a vida, você vai aproveitar a leitura e encontrar respostas para as suas questões (mesmo que não queira se tornar espírita). Mas, se o seu intento é apenas polemizar e atacar a fé alheia, talvez a leitura desta obra não seja útil para você. Espero ter contribuído de alguma forma para responder às suas questões. Abraços,

        • Bruna

          Tratando as pessoas bem ou não, ele vai reecarnar pra sempre, assim como eu, você e todas as pessoas que comentaram aqui, a diferença é que se ele for uma pessoa ruim e fizer maldades nesta vida, ele vai pagar na próxima…

          • Guilherme Mauricio

            Sinto muito, mas você está enganada. Todas as religiões e filosofias tratam a reencarnação como ser humano e a vida na Terra como algo temporário. As filosofias indianas (hindu, budismo, jainismo etc etc etc) acreditam que você não encarnará mais após perceber a realidade: chegar ao nirvana. A este ciclo chamam samsara. O espiritismo (Kardec) acredita que o espírito não mais precisará encarnar após atingir a perfeição.

          • Aldo Frederico Costa de Araújo

            Nós sempre estamos reencarnando. Quando um espirito chega a um grau maximo de evolução, não precisa mais reencarnar para evoluir, mais o pode fazer para ajudar outros a evoluirem, como por exemplo: Budha, Jesus(existem uma linha de estudo, que dizem que ambos são o mesmo espirito) e Maria de Nazaré.

            Mas para um espirito chegar a um grau tão alto, leva milhares e milhares de reencarnações. Só para chegar a o grau de poder a reencarnar como humano, coloca-se o tempo de 2 bilhões e meio de anos.

            Conforme o grau de evolução progride, ele passar a vir em locais mais evoluidos (outros planetas), até o ponto que como foi dito à cima; Só volta pra cá, para ajudar.

    • Umbridge Travestchy

      Você pelo menos leu o texto? Oo

    • Clebson Da Silva Santos

      Comumente a reencarnação ocorre na mesma família e em parentesco próximo. Assim, pode-se deduzir que se um imigrante desencarnar num país onde não tenha muitos parentes, ele reencarnará no país de origem de sua última encarnação. Porém, quando o espírito está num nível de evolução relativamente alto, ele pode reencarnar para uma missão em qualquer parte do mundo. Na mesma família ou não.

    • adriana

      se vc não acredita, porque fica lendo e comentando sobre o assunto?

      • Guilherme Mauricio

        Esta pergunta já foi feita pela Cristiane Damaso, e devidamente respondida por mim.

    • Flávio Amaral

      Guilherme, no Brasil o professor Jorge Andrea tem livros sobre o assunto.Mas o pesquisador que tem mais registro é o Dr. Ian Stevensom que tem em vários casos.Se pesquisar um pouco mais sobre o assunto verá que seu comentário não se sustenta.

      • Guilherme Mauricio

        Muito obrigado! Vou dar uma pesquisada e ver o que eles têm a dizer.

  • Sergio Enrique

    Meu nome é Sergio Enrique, sou terapeuta e trabalho com hipnose e regressão. A mente é realmente incrível! Alguns processos de regressão que faço no consultório são realmente fascinantes!

    • Marcela

      Sergio, você trabalha com regressão? você é de onde?

    • Marla Chisini

      Oi trabalha aonde?

    • allyson santos

      pois conte a história fi

    • tati

      sergio o meu filho conta como ele foi morto em outra vida e ele conta a mesma historia desdo 3anos de idade no começo nao dei tanta importancia mas a riqueza de detalhes e imprecionante vc acha que devo leva-lo ao psocologo ou isso vao passar com o tempo

      • Alberto

        sugiro que leia os livros de ian stevenson (20 casos sugestivos de reencarnação) o de Jim B. Tucker ( Vida Antes da Vida). Procure um psicologo que se interesse pelo tema. Não deixe as memórias dele se perderem, anote-as. Alberto

    • Celso Soares

      eu me pergunto , porque? a pessoa não entende do assunto, não se interessa, não acredita, lê tudo e depois dispara com comentários que so interessa a ela própria, por qual motivo o ser racional faz isso? Dr. da psicologia Sergio nos dê uma luz sobre este tema, obrigado

      • Maciel

        Tem pessoas que trazem um manual de respostas, para o que pensam que sabem e para o que não sabem. Algo como ser ignorante da própria ignorância.

    • sebastiana cristina aguiar cor

      Boa noite Sergio enrique,meu nome é sebastiana cristina,tenho muitos problemas com visão dos meus parentes q morreram,acredito q tem alguma coisa q tenho q fazer q ficou incompleto.acho q só através da hipnose eu encontrarei a resposta.como faço para ter uma consulta,(se é assim q devo chamar.)desde já agradeço peia oportunidade..

Leia a diferença. Epoch Times Todos os direitos reservados © 2000-2016