Crescimento econômico dos EUA atinge 3% apesar de dois furacões

A economia dos Estados Unidos cresceu no terceiro trimestre a uma taxa maior do que o esperado, impulsionada pelo forte investimento no setor produtivo e pelo menor déficit comercial.

O Produto Interno Bruto real (PIB) cresceu 3% no terceiro trimestre, de acordo com a estimativa antecipada divulgada pelo Bureau of Economic Analysis (BEA), o que é ligeiramente inferior ao aumento de 3,1% no segundo trimestre.

Os economistas esperavam um crescimento menor para o trimestre devido à devastação dos furacões Harvey e Irma.

“Apesar dos danos causados ​​pela temporada de furacões deste ano, a economia dos Estados Unidos cresceu 3% pelo segundo trimestre consecutivo”, afirmou Sarah Sanders, secretária de imprensa da Casa Branca num comunicado de imprensa.

“Com o desemprego mais baixo em 16 anos, o mercado de ações em novas altas e a crescente confiança econômica, a economia dos EUA está crescendo sob a liderança do presidente.”

O presidente Donald Trump tem trabalhado com o piso de uma taxa de crescimento de 3% e disse que poderia aumentar ainda mais.

Os furacões causaram graves danos e inundações em vários estados ao longo da Costa do Golfo durante o terceiro trimestre, declarou o relatório da BEA. Estes desastres interromperam as operações de fábricas, escritórios e centrais de transporte.

“Por exemplo, a extração de gás e a produção petroquímica e de petróleo no Texas e a produção agrícola na Flórida foram impactadas”, afirmou o relatório.

As políticas pró-mercado de Trump aumentaram o otimismo das empresas desde a eleição presidencial americana, o que incentivou as empresas a gastar mais. O aumento do investimento na indústria reflete principalmente o crescimento no atacado e no varejo.

De acordo com o economista do Citi Andrew Hollenhorst, o PIB americano tem crescido acima da tendência e o ISM Manufacturing Index ─ um levantamento com 300 companhias fabris que monitora emprego, produção, estoques, novos pedidos e as entregas de fornecedores ─ é uma alta histórica, o que aponta para maiores resultados à frente.

“O desenvolvimento recente mais positivo, em nossa opinião, é a expansão contínua dos investimentos. Este seria o quarto trimestre consecutivo de crescimento positivo dos investimentos em equipamentos de negócio”, escreveu Hollenhurst.

“Sem a devastação do furacão, o crescimento teria sido em torno de 3,5%”, previu ele.

Leia também:
Mercado de ações americano valoriza US$ 5,2 trilhões desde eleição de Trump
Sessions sugere que DOJ está investigando escândalo Clinton-Rússia
Ex-presidente americano Jimmy Carter defende Donald Trump

 
Matérias Relacionadas