Coreia do Norte lança mais um projétil não identificado, de acordo com Seul

Esses mísseis são difíceis de detectar com precisão pois percorrem trajetórias não balísticas que permitem contornar radares e escudos antimísseis

Por Agência EFE

Coreia do Norte lançou outro “projétil não identificado” na direção do Mar do Japão na terça-feira, informou o exército sul-coreano, apenas seis dias após testar o que Pyongyang descreveu como um novo míssil hipersônico.

“A Coreia do Norte lança projétil não identificado no Mar do Leste (nome dado ao Mar do Japão nas duas Coreias)”, informou o Estado-Maior Conjunto (JSC) sul-coreano, na terça-feira, em um breve comunicado sobre o lançamento, que também foi notificado pelo governo japonês.

Em seu site, a Guarda Costeira japonesa considerou que “potencialmente” seria um míssil balístico e que “provavelmente” já caiu na água -sem especificar onde, embora ao mesmo tempo recomenda cautela a todas as embarcações na área.

Este teste ocorre apenas seis dias após Pyongyang testar outro projétil que o regime descreveu mais tarde como um novo míssil hipersônico e que os sistemas de detecção de Seul ou Tóquio inicialmente classificaram como um “míssil balístico”, após problemas iniciais para identificá-lo devido ao seu voo irregular.

O exército norte-coreano disparou este novo míssil como teste no dia 5 de janeiro, que, segundo o regime, percorreu cerca de 700 quilômetros e foi capaz de fazer uma curva de 120 quilômetros.

Seul mais tarde considerou essas alegações “exageradas” e assegurou que, embora o projétil mostrasse algumas das características de um míssil hipersônico, ele não pode ser tecnicamente qualificado como tal e que Pyongyang “ainda não obteve a tecnologia para um veículo de voo hipersônico.

De qualquer forma, as armas táticas que Pyongyang vem testando desde 2019, juntamente com outra que já descreveu como seu primeiro míssil hipersônico e que testou em setembro do ano passado (o Hwasong-8), têm sido difíceis de detectar com precisão por Seul, Tóquio e Washington, ao percorrer trajetórias não balísticas que permitem contornar radares e escudos antimísseis.

Este é o segundo lançamento de teste da Coreia do Norte este ano e ocorre dez dias após o líder Kim Jong-un proferir um discurso no qual destacou a necessidade de fortalecer as defesas do país e ao mesmo tempo em que evitou enviar uma mensagem conciliatória a Seul e Washington.

O diálogo de desnuclearização entre os norte-coreanos e os Estados Unidos está paralisado desde a fracassada cúpula de Hanói, há quase três anos.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas