Conservadores recém-eleitos na Noruega expulsam criminosos do país

Veja o que acontece quando a população expulsa a esquerda do governo de um país e os substitui por conservadores de verdade. Erna Soldberg, líder do partido conservador norueguês, assumiu como primeira-ministra em outubro e apresentou um ministério de governo que representa a Noruega inteira.

Erna Solberg, líder do Partido Conservador norueguês, também conhecida como Iron Erna (Erna de Ferro), assumiu o cargo de primeira-ministra e é a líder da coalizão de partidos de centro-direita que inclui um partido anti-imigração.

Um número recorde de estrangeiros está sendo deportado da Noruega, depois que a polícia passou a usar a deportação como instrumento para lutar contra a criminalidade. Cerca de 5.198 estrangeiros foram expulsos do país em 2013, mostrando um aumento de 31% nas deportações em comparação com 2012, quando 3.958 foram deportados.

“É o maior número de deportações que nós já vimos até hoje”, afirma Frode Forfang, diretor de imigração. “Acreditamos que a razão disso é que a polícia tem tido mais consciência de usar a deportação como uma ferramenta para lutar contra o crime.”

Os cidadãos nigerianos são os “campeões” na lista dos que foram deportados por cometerem crimes, com 234 cidadãos expulsos como castigo em 2013.  O segundo lugar pertence aos cidadãos afegãos, com 136 expulsões como castigo e, em terceiro, os marroquinos, com 76 sendo expulsos como castigo.

Esta matéria foi originalmente publicada pelo Bare Naked Islam

 
Matérias Relacionadas