Conheça Hua Tuo: um cirurgião pioneiro na antiga China

Hua Tuo, (c. 145-208 d.C.) foi o mais notável cirurgião na história chinesa.

Tendo vivido no final da Dinastia Han Oriental, Hua Tuo testemunhou a corrupção do governo, a ascensão dos senhores da guerra, secas e enchentes descuidadas e descontroladas e epidemias desastrosas. Determinado a ajudar as pessoas neste período caótico, Hua Tuo escolheu se tornar um médico de carreira e oficial do governo.

Ele praticou a medicina em sua cidade natal e tratou inúmeros pacientes. Ele acreditava na simplicidade e sempre empregava os métodos mais simples de curar. Algumas histórias contam que ele podia selecionar o peso preciso das ervas sem recorrer à balança. Se ele tinha de empregar a acupuntura, além dos medicamentos, ele usaria apenas um ou dois pontos com efeitos significativos. Diz-se que ele praticou qigong e ensinou as pessoas os “exercícios dos cinco animais”, que ainda são praticados hoje pelo povo chinês.

Hua Tuo teria sido o descobridor dos anestésicos e os empregou em muitas operações. Conta-se que uma vez ele cortou o intestino de um paciente, retirou os tecidos doentes, limpou o interior e então costurou-os. O paciente permaneceu inconsciente por alguns dias até que a dor abrandou e ele se recuperou bem.

Ele também era conhecido por seu trabalho pioneiro em hidroterapia e fisioterapia. No entanto, nesse período de caos, sua fama não lhe trouxe sorte, pois ele atraiu a atenção de Cao Cao, a figura política e militar mais poderosa do período, que sofria de severa enxaqueca e exigiu que Hua Tuo fosse seu médico pessoal. Isto contrariava a vontade de Hua Tuo de praticar a medicina para as pessoas comuns, mas ele não conseguiu encontrar uma saída. Enquanto isso, suspeitas foram despertadas em Cao Cao quando ele ouviu rumores de que Hua Tuo tinha grande reverência pelo general Guan Yu, que ele havia curado de uma flechada fatal.

Com o tempo, as dores de cabeça de Cao Cao pioraram, apesar do alívio temporário facultado pela acupuntura, e ele exigiu uma cura absoluta de Hua Tuo. Então, este propôs uma cirurgia atenuada com anestésicos no cérebro de Cao Cao, mas a solução foi vista como uma tentativa flagrante de assassinar o general. Em fúria, Cao Cao colocou Hua Tuo na prisão à espera de execução, mas ele acabou morrendo no cárcere.

Diz-se que na prisão Hua Tuo escreveu sua experiência médica em pergaminhos e pediu ao carcereiro para passá-los a seus discípulos. Não ficou claro se o carcereiro recusou-se e queimou os pergaminhos por medo, ou se Hua Tuo fez isso ele mesmo, mas sua valiosa experiência médica foi perdida.

Hua Tuo é considerado um cirurgião pioneiro na história chinesa.

 
Matérias Relacionadas