Conheça cinco propostas chinesas de engenharia pra lá de ambiciosas

O regime chinês tem prazer em dedicar fundos e recursos para projetos de engenharia ambiciosos e amplamente divulgados. A intenção é sempre glorificar a nação chinesa com realizações recordistas. No entanto, frequentemente os projetos são simplesmente extravagantes demais. Muitos chineses concordam que os oficiais fariam um melhor trabalho se concentrassem seus esforços em problemas reais, como a enorme disparidade entre ricos e pobres, e a poluição que sufoca cidades da China.

Aqui estão alguns dos projetos mais implausíveis e mal concebidos, ainda que aparentemente sejam projetos bem intencionados, que a China fez surgir nos últimos anos. Aguarda-se com expectativa a possibilidade de algum deles realmente chegar a um bom resultado.

1. Submarino supersônico

Ilustração do submarino supersônico (Snaprender/iStock)
Ilustração do submarino supersônico (Snaprender/iStock)

Em abril de 2014, fontes militares chinesas declararam que estavam desenvolvendo um submarino capaz de viajar quase 10 mil quilômetros por hora, cobrindo assim a distância de Xangai a São Francisco em apenas 100 minutos. Eles alegam que o uso da supercavitação, um processo que cria uma bolha de vapor em torno do objeto itinerante para reduzir a fricção e aumentar a velocidade, permitiria tal possibilidade.

Outros não são tão otimistas. O físico e especialista em armas navais Norman Friedman, do Instituto Naval dos Estados Unidos, duvida de sua plausibilidade. O torpedo de supercavitação russo mais conhecido, o Shkal, só atinge uma velocidade de cerca de 370 quilômetros por hora, e apenas por uma curta distância, devido a limitações estruturais. Além disso, a supercavitação torna o objeto impossível de dirigir, pois o leme furaria a bolha de vapor.

Em suma, é improvável que alguém, em um futuro próximo, viaje dos Estados Unidos à China em somente duas horas.

Leia também:
As 10 coisas mais surpreendentes que são proibidas na China
China desperdiça 80 bilhões de dólares construindo canais de água ineficazes
‘Os benefícios da poluição’ e outras 10 declarações absurdas do governo chinês

2. Uma aranha gigante para combate

Ilustração da enorme aranha de combate (cjdby.net via Hongjian at China Defense Forum)
Ilustração da enorme aranha de combate (cjdby.net via Hongjian at China Defense Forum)

No ano passado, os designers de armas chineses venderam a ideia para os militares de uma aranha robótica enorme, chamado de “crab walker”. Supostamente um tanque aranha, vai ter 5 metros e meio de comprimento e terá montado um canhão de 30 mm. Tecnicamente tem 11 pernas, sendo oito delas principais, duas na traseira para suporte durante os disparos, e outra perna de estabilização na frente. Ao contrário dos tanques normais, esta máquina aranha vai ser capaz de atravessar terrenos rochosos. O regime chinês parece sério sobre este projeto, e engenheiros da Universidade de Tecnologia de Nanjing já publicaram vários relatórios que discutem o desenvolvimento do projeto.

3. Hotel em forma de raquete de Ping Pong

Ilustração do projeto que visa fazer um hotel em forma de raquete de ping pong (Screenshot via ifeng.com)
Ilustração do projeto que visa fazer um hotel em forma de raquete de ping pong (Screenshot via ifeng.com)

Em uma notável exibição de criatividade, a cidade de Huainan investiu U$ 290 milhões (1,8 bilhões de yuan) para a construção de uma raquete de ping pong, uma bola de futebol, uma bola de vôlei e outra de basquete. Entretanto, não serão enormes na forma de um complexo desportivo olímpico. A raquete de ping pong será um hotel; a bola de futebol americano será um estádio; a bola de futebol, um ginásio público; a de vôlei, um centro de mergulho e natação; e a de basquete será um centro desportivo.

Ilustração das construções em formato de objetos esportivos (Screenshot via ifeng.com)
Ilustração das construções em formato de objetos esportivos (Screenshot via ifeng.com)

De acordo com o China Daily, um jornal estatal da China, o hotel raquete de ping pong terá as janelas dos quartos arredondadas para imitar a textura de uma raquete de ping pong, e o cabo da pá será uma plataforma de observação.

Ilustração do projeto de construção de um ginásio público em forma de bola de futebol (Screenshot via ifeng.com)
Ilustração do projeto de construção de um ginásio público em forma de bola de futebol (Screenshot via ifeng.com)
Ilustração do projeto de construção de um centro de mergulho e natação em forma de bola de vôlei (Screenshot via ifeng.com)
Ilustração do projeto de construção de um centro de mergulho e natação em forma de bola de vôlei (Screenshot via ifeng.com)
Ilustração do projeto de construção de um estádio em forma de bola de futebol americano (Screenshot via ifeng.com)
Ilustração do projeto de construção de um estádio em forma de bola de futebol americano (Screenshot via ifeng.com)
Ilustração do projeto de construção de um centro desportivo em forma de bola de basquete (Screenshot via ifeng.com)
Ilustração do projeto de construção de um centro desportivo em forma de bola de basquete (Screenshot via ifeng.com)

4. Uma linha ferroviária da China até os Estados Unidos

Na fotografia, um trem bala já existente que trafega na linha de alta velocidade mais longa do mundo, entre Pequim e Guangzhou (STR/AFP/Getty Images)
Na fotografia, um trem bala já existente que trafega na linha de alta velocidade mais longa do mundo, entre Pequim e Guangzhou (STR/AFP/Getty Images)

Em maio de 2009, a mídia estatal chinesa anunciou planos para construir uma linha ferroviária de 8 mil milhas, que surportará um trem-bala para a América. A linha iria atravessar a Rússia, o Alasca e o Canadá, antes de atingir os EUA. O passeio de trem levaria menos de dois dias.

Os céticos citam os obstáculos de engenharia envolvidos na construção do túnel subaquático da Rússia até o Alasca, bem como de desafios financeiros.

Leia também:
Cidades fantasmas na China preludiam bolha imobiliária
Justiça é sabotada nos tribunais da China e governo implementa táticas desonestas
Piscinas naturais harmonizam o seu jardim: inspire-se com as mais belas do mundo

5. O laser orbital para combater a poluição

Os painéis solares da estação espacial internacional. A China quer construir coletores solares muito maiores que iriam enviar energia de volta ao chão através de laser ou micro-ondas (NASA)
Os painéis solares da estação espacial internacional. A China quer construir coletores solares muito maiores que iriam enviar energia de volta ao chão através de laser ou micro-ondas (NASA)

No final de março, a agência de notícias estatal Xinhua informou que pesquisadores chineses estavam projetando uma estação solar de trilhões de dólares no espaço. Embora as autoridades chinesas digam que é uma central de energia, alguns analistas acreditam que poderia ser usado como uma arma. Xinhua disse que esta central será “equipada com enormes painéis solares” e vai ajudar a “dissipar a poluição, reduzir gases de efeito estufa, e resolver a crise energética”.

O design foi baseado na ideia de que os painéis solares no espaço iriam receber luz solar constante, ao contrário de painéis solares na Terra. Entretanto, os engenheiros terão de desenvolver painéis solares mais finos, e a China atualmente não tem a tecnologia para enviar a energia de forma eficiente para a terra com micro-ondas ou laser.

 
Matérias Relacionadas