Confirmadas 405 prisões de praticantes do Falun Gong em março

De acordo com as estatísticas do website Minghui, foram confirmadas 405 prisões de praticantes do Falun Gong na China em março de 2015. De acordo com os relatos, 123 foram julgados e, entre estes, 81 foram ilegalmente sentenciados.

A maioria das prisões ocorreu na primeira quinzena de março, durante as sessões legislativas do Partido Comunista Chinês (PCC), incluindo o 12º Congresso Nacional do Povo (de 5 a 15 de março) e a 12ª Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (de 3 a 13 de março).

Um total de 867 prisões foram relatadas desde o início deste ano até março.

Leia também:
Vereadores australianos condenam perseguição ao Falun Gong
Polícia assedia família de praticante do Falun Gong torturado até à morte
Praticantes do Falun Gong são acorrentados no chão e alimentados a força

I. Detenções

As províncias ou municípios com os maiores números de prisões são (em ordem decrescente) Liaoning, Tianjin, Shandong, Sichuan, Pequim, Heilongjiang e Hebei. O praticante mais idoso relatado nestes casos de prisões foi Zhao Qinghua, da cidade Hefei, província de Anhui, que possui 86 anos.

II. Julgamentos ilegais

Foi relatado que um total de 123 praticantes foram julgados. Entre eles, 81 foram sentenciados ilegalmente a penas de prisão.

1. Julgamentos com penas de prisão

O maior número de sentenças foi emitido pelas províncias de Liaoning, Sichuan, Hebei, Jilin, Shandong e Jiangsu. O sr. Wang Jiaguo, de 84 anos de idade da cidade de Fushun, foi condenado a seis anos de prisão.

2. Outros 42 julgamentos ilegais

Do total de 123 julgamentos ilegais de praticantes do Falun Gong, 42 foram julgados, mas não souberam se foram sentenciados.

3. 22 sentenças adicionais de 2014 são relatadas em março de 2015

Vinte e dois sentenças adicionais de 2014 foram relatadas em março de 2015. Por isso, o número total de sentenças ilegais confirmadas em 2014 totaliza 761.

 
Matérias Relacionadas