Como o espectro do comunismo está governando o nosso mundo – Capítulo 9

Como o espectro do comunismo está governando o nosso mundo – Capítulo 9

Por NTD Notícias

Quando a revolução das ruas dos jovens ocidentais estava em plena efervescência na década de 1960, houve um homem que rejeitou sua ingenuidade, sinceridade e idealismo. Citando-o: “Se o verdadeiro radical descobrir que ter cabelo comprido cria barreiras psicológicas à comunicação e à organização, ele corta o cabelo”, disse ele. Este homem era Saul Alinsky, um ativista radical que escrevia livros, ensinava alunos e pessoalmente supervisionava a implementação de suas teorias, eventualmente tornando-se o agitador “para-comunista” com a mais ameaçadora influência em décadas.

 

Além de sua adoração a Lenin e Castro, Alinsky também elogiou explicitamente o próprio diabo. Em seu livro “Regras para Radicais” uma das epígrafes diz: “Não nos esqueçamos de prestar agradecimentos, olhando em retrospectiva, ao primeiríssimo radical: de todas as nossas lendas, mitologia e história (e quem sabe onde termina a mitologia e começa a história – ou qual é qual), o primeiro radical conhecido ao homem que se rebelou contra o sistema e que o fez de forma tão eficaz que pelo menos ganhou seu próprio reino – Lucifer.” 

 

 
Matérias Relacionadas