Civilizações antigas: agricultor encontra pedras misteriosas no Peru com esculturas de ‘cirurgiões cardíacos’ pré-históricos

Em algumas das esculturas, as pessoas são mostradas usando telescópios e olhando para as estrelas

Por Nancy Sathre-Vogel

Nunca imaginei que um monte de pedras pudesse capturar minha imaginação tão completamente.

Ao lembrar dos meus três anos na estrada, pedalando com meu marido e filhos do Alasca à Argentina, nunca pensei que veria 20.000 rochas extraordinariamente esculpidas por alguma misteriosa civilização antiga. Mas isso aconteceu. Aqui está o que eu descobri.

Bastou uma rápida olhada dentro da porta do Museu das Pedras do Dr. Cabrera em Ica, Peru, para eu querer mais. Felizmente, a filha do Dr. Cabrera, Eugenia, voluntariamente abriu o museu para nós e concordou em nos mostrar tudo. E este foi o passeio!

Epoch Times Photo
Eugenia Cabrera (C) no museu da pedra. (Nancy Sathre-Vogel)

As Rochas

O Museu das Pedras do Dr. Cabrera é um pequeno museu privado localizado na Plaza de Armas em Ica, Peru, cerca de quatro horas ao sul de Lima. Foi iniciado pelo Dr. Javier Cabrera para salvaguardar as muitas e misteriosas rochas esculpidas encontradas na área.

Cabrera morreu há alguns anos e sua filha agora mantém o museu, transmitindo um pouco da sabedoria de seu pai.

Relata-se que mais de 50.000 pedras esculpidas foram encontradas no deserto ao redor de Ica. Cerca de 20.000 delas estão no museu.

A primeira coisa notável nas pedras, além do grande número delas, é que são muito mais densas do que as pedras normais. Elas têm duas camadas, basalto preto no centro e um andesito preto brilhante como camada externa. Possuem os mais variados tamanhos, desde pequenas o suficiente para caber na palma da mão, até um metro de altura.

Independentemente do seu tamanho, todos elas têm as duas camadas e todos elas foram esculpidas com grande precisão.

As esculturas

As pedras estão esculpidas com cenas de povos antigos. As esculturas retratam uma enorme variedade de cenas da vida cotidiana. As esculturas mais espetaculares (e mais misteriosas) parecem exibir conhecimentos médicos avançados, incluindo cirurgia cerebral, transplantes de coração e experimentação genética.

“Em algumas das esculturas, as pessoas são mostradas usando telescópios e olhando para as estrelas.”

Epoch Times Photo
Esta Pedra de Ica retrata uma pessoa usando um cocar, observando um cometa através de um telescópio (Cortesia de Eugenia Cabrera)

As pedras parecem retratar alguém realizando um transplante de coração em grande detalhe, bem como alguém tirando um cérebro de um paciente e conectando-o a algum tipo de aparelho para mantê-lo vivo.

Em algumas das esculturas, as pessoas são mostradas usando telescópios e olhando para as estrelas.

O que tudo isso significa?

Infelizmente, não sabemos ao certo o que as esculturas significam. Quando as pedras começaram a aparecer no deserto ao redor de Ica, no Peru, diz-se que ninguém sabia o que eram e um fazendeiro começou a vendê-las para turistas.

Supostamente, quando o governo ameaçou prender o fazendeiro por vender antiguidades, ele alegou que as esculpiu. Neste ponto, a história oficial é que um fazendeiro ou um pequeno grupo de pessoas esculpiu as pedras para obter lucro.

Mas há lacunas e falhas nessa história.

Dado o fato de que 50.000 pedras foram encontradas até agora (todas no deserto ao redor de Ica), seria muito difícil para um pequeno grupo de pessoas criá-las. Digamos que eles as esculpem há 50 anos; isso significa que eles esculpiram 1.000 pedras todos os anos durante 50 anos. Para que isso aconteça, eles precisariam estar produzindo três pedras por dia.

É possível que um homem tenha se dedicado a esculpir essas pedras? Ou um pequeno grupo? Como  e por que eles permaneceram todo esse tempo em segredo? Como um agricultor pobre da zona rural do Peru saberia as coisas que estão representadas nas pedras?

Epoch Times Photo
Uma pedra de Ica mostrando um transplante de coração. (Brattarb/CC BY-SA-3.0)

Epoch Times Photo
Uma pedra de Ica aparentemente representando um transplante de coração. (Brattarb/CC BY-SA-3.0)

Epoch Times Photo
Uma pedra de Ica mostrando um cérebro conectado a algum tipo de aparelho. (Nancy Sathre-Vogel)

Ninguém sabe realmente quem esculpiu as pedras ou por quê, mas Cabrera acredita que elas eram uma enciclopédia de conhecimento antigo.

Sua teoria é de que uma civilização superinteligente vivia na área. Era uma sociedade altamente avançada com conhecimentos complexos de astronomia, física e medicina. Esses antigos também sabiam que um evento cataclísmico estava prestes a ocorrer, o que destruiria quase tudo na Terra.

Em seu desespero para salvar seu conhecimento e passá-lo para as gerações futuras, as pessoas da sociedade esculpiram rochas. As rochas, sendo duráveis e praticamente indestrutíveis, seriam capazes de sobreviver ao evento cataclísmico.

Eles colocaram as rochas em um local por segurança, mas desde então elas foram espalhadas, levadas pelos rios ou por outros processos naturais. Cabrera acreditava que as rochas estavam armazenadas em uma caverna, que ainda não foi encontrada.

As pedras retratam dinossauros, o que significa que esta civilização teria coexistido com os dinossauros, contrariando as linhas do tempo convencionalmente aceitas da história humana.

Existem muitas teorias sobre como e porque essas rochas foram esculpidas. O que você acha?

Depois de 21 anos como professora de sala de aula, Nancy Sathre-Vogel e seu marido deixaram seus empregos e, junto com seus filhos gêmeos, subiram a bordo de bicicletas para ver o mundo. Agora eles estão de volta a Idaho, criando raízes, vivendo um tipo diferente de aventura. É muito provável que você a encontre escrevendo em seu computador ou criando peças fantásticas com as vivências que ela experimentou em todo o mundo.

Este artigo foi republicado com permissão de FamilyOnBikes.org

 

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas