Civilização de 9 mil anos é encontrada na Arábia Saudita

Escavações em Al-Maqar, Arábia Saudita, revelam civilização de 9 mil anos (Getty Images/Epoch Times)

Evidências arqueológicas indicam que uma antiga sociedade domesticava animais, incluindo cavalos, há 9 mil anos, 4 mil anos antes do que se pensava anteriormente. A civilização foi desenterrada em Al-Maqar no centro da Arábia Saudita.

Cerca de 80 artefatos foram recolhidos no local conhecido como civilização Al-Maqar, incluindo esqueletos mumificados, ferramentas de fiação e tecelagem, estátuas de animais, como avestruzes, falcões, e um busto de cavalo com um metro de altura. Um cavalo enterrado também foi descoberto.

Ali al-Ghabban, vice-presidente de ‘Antiguidades e Museus’ na ‘Comissão de Turismo e Antiguidades da Arábia Saudita (SCTA)’, disse que estas descobertas desafiam a teoria de que a domesticação de animais ocorreu há 5.500 anos, que se baseia em escavações anteriores na Ásia Central.

“Uma estátua de um animal desta dimensão, que remonta a esse tempo, nunca foi encontrada em qualquer lugar do mundo”, disse Ghabban, de acordo com o Saudi Gazette.

Os restos mortais foram encontrados num vale que antigamente era um rio, perto de Abha, no sudoeste da província de Asir, perto da fronteira com o Yêmen, uma área uma vez conhecida como Arábia Felix.

“As antiguidades provaram que Al-Maqar era, até agora, o lugar mais antigo do mundo, com pessoas interessadas em cavalos”, afirmou um comunicado oficial, acrescentando que os artefatos também mostraram as atividades culturais das pessoas que habitavam a região durante a Idade da Pedra.

Ghabban disse que essas pessoas usavam “métodos de embalsamento totalmente diferentes dos processos conhecidos nos dias de hoje”, reportou o Gazette.

“Esta descoberta irá mudar o nosso conhecimento sobre a domesticação de cavalos e a evolução da cultura no final do período Neolítico”, disse ele.

“A civilização Maqar é uma civilização muito avançada do período Neolítico”, acrescentou. “Este sítio mostra-nos claramente as raízes da domesticação de cavalos há 9 mil anos”.

Ghabban disse que testes de DNA e datação por carbono confirmaram a idade dos artefatos escavados. Uma equipe internacional de arqueólogos publicou um artigo na revista Science em janeiro de 2011, sugerindo que seres humanos estiveram presentes na Península Arábica há 125 mil anos.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas