Chinês evita responsabilidade por acidente rodoviário alegando, ‘Sou rico’

A polícia chinesa diante do carro virado pela multidão enfurecida em Chongqing. O motorista bateu numa mulher que tinha acabado de derrubar de sua motocicleta, segundo um relato online e entrevistas com testemunhas. O motorista está na foto acima. (Weibo.com)

Um homem em Chongqing atropelou uma motociclista com seu sedã recentemente e em seguida começou a esbofeteá-la enquanto se vangloriava de sua riqueza, segundo um relato do incidente online e entrevistas com testemunhas. Como consequência, uma multidão enfurecida se reuniu e revirou seu carro.

Segundo uma testemunha ocular, chamado Sr. Wu, por volta das 7h40 em 20 de setembro, uma motociclista passava por um cruzamento quando um sedã em grande velocidade veio por trás e colidiu com ela. O motorista do sedã parou seu carro fortemente, saiu dele e bateu no rosto da mulher algumas vezes.

A mulher ficou chocada por ser agredida depois de atingida pelo carro. Ela pensou que ele tivesse ido ajudá-la. Espectadores rapidamente expressaram solidariedade e apoiaram a mulher e alguns queriam que o condutor fosse detido. Então, o homem gritou, “Eu não tenho medo da polícia, vá em frente e chame-os!”

Vendo o crescente apoio da multidão pela mulher irritou ainda mais o homem. Ele ruidosamente proclamou que era de uma família rica e que para ele era simplesmente uma questão de recompensar os lesados. Em seguida, ele voltou a golpear a mulher mais algumas vezes, segundo testemunhas. Os espectadores então enfurecidos se juntaram e viraram seu carro. A polícia logo se reuniu e reprimiu a multidão.

Mais tarde naquele dia, foi anunciado num website patrocinado pelo Departamento de Propaganda do distrito de Yongchuan em Chongqing que o homem envolvido no acidente era Zhong Jingchuan, um empregado do Serviço Postal de Yongchuan e que o caso ainda estava sob investigação policial.

Um internauta chinês postou num fórum online que encontrou o nome de Zhong Jingchuan no website da Federação de Caridade do distrito de Yongchuan, listado como diretor da Associação de Caridade do Serviço Postal do distrito de Yongchuan. Não foi verificado se esta é a mesma pessoa.

Uma local do distrito de Yongchuan, chamada Sra. Wang, disse ao Epoch Times que ela não presenciou o incidente, mas ouvi dizer que foi uma repetição do incidente “Meu pai é Li Gang!”

Em 2010, um motorista bêbado atropelou dois estudantes universitários, matando um deles. Após ser detido por agentes da segurança, o motorista avisou, “Meu pai é Li Gang!” O motorista foi identificado mais tarde como Li Qiming, o filho do vice-diretor do Departamento da Segurança Pública local.

Epoch Times publica em 35 países em 19 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas