Chile aprova uso da vacina chinesa Sinovac em crianças com mais de 6 anos de idade

Até o momento, mais de 13 dos 19 milhões de habitantes do país completaram seu calendário de vacinação

Por Agência EFE

As autoridades farmacológicas do Chile aprovaram na segunda-feira o uso emergencial da vacina feita pelo laboratório chinês Sinovac (Coronavac) em crianças maiores de 6 anos.

“Ao proteger nossos filhos, também protegemos nossos adultos. Os dados já mostram que as infecções em crianças estão aumentando. É muito necessário expandir a esta faixa etária ”, anunciou o diretor do Instituto de Saúde Pública (IPS), Heriberto García.

Por cinco votos a favor e três contra, os especialistas deram luz verde à inoculação de crianças com Coronavac, tornando-se assim a segunda vacina a ser aplicada a menores depois da da Pfizer, que foi injetada em crianças entre 12 e 17 anos de idade desde junho.

De acordo com os últimos dados do governo chileno, a vacina Sinovac tem eficácia de 58,49% na prevenção de infecções sintomáticas, 86% na prevenção de hospitalização, 89,6% na prevenção de entrada na UTI e 86,3% na prevenção da morte por covid- 19 a 14 dias após recebendo a segunda dose.

Até o momento, mais de 13 dos 19 milhões de habitantes do país completaram seu calendário de vacinação (mais de 85% da população suscetível à vacinação), o que coloca o Chile como um dos mais rápidos do mundo a se imunizar.

O país também administrou mais de um milhão de terceiras doses da AstraZeneca para pessoas com mais de 55 anos de idade que completaram a vacinação com Coronavac, a solução majoritária no Chile.

A pandemia, que nas últimas 24 horas deixa 435 novos infectados e 18 mortos, elevou o saldo total para 164 milhões de casos e 37.108 mortes. A população recuperou parcialmente a normalidade.

Entre para nosso canal do Telegram

Siga o Epoch Times no Gettr

Veja também:
https://youtu.be/sdwmannTb5M
 
Matérias Relacionadas