Chanceler brasileiro visita embaixador e reafirma apoio logístico ao Líbano

A forte explosão na capital do Líbano deixou rastro de destruição e mortes

Por Diário do Poder

O ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, reforçou a oferta de ajuda do Brasil ao Líbano, e prestou condolências ao povo libanês depois da tragédia ocorrida em Beirute. Ernesto esteve com ao embaixador do Líbano no Brasil, Joseph Sayah, na tarde de ontem (05).

“Visitei o Embaixador  Joseph Sayah, para transmitir a solidariedade brasileira a todos os libaneses pela terrível explosão ocorrida em Beirute e tratar da cooperação que será oferecida pelo Brasil ao Líbano, como nações-irmãs, neste momento difícil”.

Os países discutem a logística das ações, mas o governo brasileiro já falou sobre algumas possíveis ajudas, como por exemplo, o envio de especialistas em escombros para ajudar nas buscas por desaparecidos.

A forte explosão em Beirute deixou um rastro de destruição e mortes na região portuária da capital do Líbano, mais de 100 pessoas morreram e cerca de 4 mil ficaram feridas, O prejuízo para o país ainda está sendo contabilizado, mas o governo libanês já fala em cifras bilionárias.

O presidente Jair Bolsonaro também entrou em contato com Sayah para oferecer ajuda. Durante discurso em evento no Ministério de Minas e Energia o presidente falou sobre isso. “Liguei para o embaixador do Líbano no Brasil. Então, o Brasil vai fazer mais do que um gesto, algo de concreto, para atender, em parte, aquelas dezenas de milhares de pessoas que estão em uma situação bastante complicada, porque além de feridas, muitas residências foram atingidas”.

 
Matérias Relacionadas