Carta do chefe do Comando Sul dos EUA para as Forças Armadas da Venezuela

Este ano, a crise venezuelana se agravou depois que a Assembleia Nacional controlada pela oposição, liderada por Juan Guaidó, declarou o ditador Nicolás Maduro como um "usurpador"

Por Voice of America

O chefe do Comando Sul dos Estados Unidos, almirante Craig Faller, enviou uma carta às Forças Armadas da Venezuela no domingo (23), dizendo que eles têm “um papel essencial” no futuro do país sul-americano quanto a enfrentar desafios.

No que diz respeito à comemoração da Batalha de Carabobo nesta segunda-feira (24), decisiva para a libertação do país, Faller assegurou que os militares têm um “papel essencial no futuro da Venezuela e na restauração da esperança e da segurança de seu povo”.

“A Venezuela precisa de suas Forças Armadas para enfrentar e derrotar futuros desafios”, diz o comunicado publicado na conta do Twitter do Comando.

Faller apelou à sua profissão de “defensores firmes” de seu país e “protetores de nosso povo”. “Espero que chegue em breve o dia em que eles retornarão à fraternidade profissional”, acrescentou.

Este ano, a crise venezuelana se agravou depois que a Assembleia Nacional controlada pela oposição, liderada por Juan Guaidó, declarou o ditador Nicolás Maduro como um “usurpador” depois das eleições que foram amplamente denunciadas como fraudulentas.

A Assembleia Nacional então invocou a Constituição para declarar Juan Guaidó como presidente interino e agora conta com o apoio de mais de 50 países, incluindo os Estados Unidos.

No início desta semana, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, visitou o navio-hospital USNS Comfort antes de partir para o encontro daqueles que “precisam desesperadamente de cuidados médicos, especialmente homens, mulheres e crianças que sofrem sob a opressão sem precedentes na Venezuela”.

 
Matérias Relacionadas