Cápsula SpaceX de Elon Musk cai na costa da Flórida e completa sua missão com sucesso

Nasa concedeu à SpaceX e à Boeing um total de US$ 6,8 bilhões para construir sistemas de foguetes e cápsulas para lançar astronautas em órbita de solo americano

Pela Reuters

CABO CANAVERAL, Flórida – Uma cápsula não tripulada SpaceX, de Elon Musk, mergulhou no Oceano Atlântico em 8 de março, completando com sucesso uma tarefa crucial para a missão da NASA de retomar o voo espacial humano do solo norte-americano, ainda este ano.

Depois de uma missão de seis dias na Estação Espacial Internacional, a Tripulação Dragão se separou por volta das 2:30 da manhã e acelerou de volta à Terra, atingindo velocidades hipersônicas antes das 8h45 da costa leste da Flórida.

Um foguete SpaceX lançou a cápsula de 4,87 metros de altura do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, no último sábado.

“Tudo aconteceu perfeitamente, na hora certa, do jeito que esperávamos”, disse Benjamin Reed, diretor de gerenciamento de missão da SpaceX, em uma transmissão ao vivo da Califórnia.

Foi um marco crucial no Programa de Tripulação Comercial da Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço dos Estados Unidos, antes do primeiro voo de teste tripulado da SpaceX, programado para ser lançado em julho com os astronautas norte-americanos Doug Hurley e Bob Behnken.

“Esta é realmente uma conquista americana que abrange muitas gerações de administradores da NASA e mais de uma década de trabalho”, disse o atual administrador, Jim Bridenstine.

Steve Stich, vice-gerente do programa de tripulação da NASA, disse que o veículo estava indo bem depois da queda.

A cápsula, que foi retirada da água por um barco usando um guindaste, deve voltar ao país no domingo. A transmissão ao vivo mostrou que sua camada protetora foi desgastada pelo calor intenso durante a reentrada.

A missão carregou 181 quilos de equipamentos de teste para a estação espacial, incluindo um boneco chamado Ripley equipado com sensores em volta da cabeça, pescoço e coluna para monitorar como o voo seria para um humano.

A tripulação da estação espacial de três membros recebeu a cápsula no domingo passado, com a astronauta norte-americana Anne McClain e o astronauta canadense David Saint-Jacques, entrando na cabine da Tripulação Dragão para realizar testes e inspeções de qualidade do ar.

A Nasa concedeu à SpaceX e à Boeing um total de US$ 6,8 bilhões para construir sistemas de foguetes e cápsulas para lançar astronautas em órbita de solo americano, algo que não é possível desde que o Ônibus Espacial dos Estados Unidos foi retirado do serviço em 2011.

Os resultados desta missão determinarão se a SpaceX pode manter seu cronograma de testes atual de 2019, após atrasos de desenvolvimento anteriores para a empresa com sede em Hawthorne, na Califórnia, e a Boeing.

“Acho que não vimos realmente nada na missão até agora – precisamos fazer as análises de dados – o que nos impediria de ter uma missão tripulada no final deste ano”, disse Stich.

Os sistemas de lançamento visam acabar com a dependência dos Estados Unidos nos foguetes russos Soyuz, que custam US$ 80 milhões por assento em cada viagem para o laboratório de pesquisa orbital.

A Nasa voltou a conversar com a agência espacial russa Roscosmos em fevereiro, buscando mais dois assentos da Soyuz para 2020 para manter a presença dos Estados Unidos na estação espacial.

A solicitação de curto prazo, publicada em 13 de fevereiro, “oferece flexibilidade e capacidade de backup” à medida que as empresas constroem seus sistemas de lançamento de foguetes e cápsulas.

A cápsula da tripulação Starliner da Boeing está pronta para lançar sua primeira missão não-tripulada em abril, antes de um teste de agosto levando os astronautas americanos Michael Fincke, Chris Ferguson e Nicole Mann.

Bridenstine disse à Reuters que o custo por assento nos sistemas da Boeing ou da SpaceX seria menor do que o da Soyuz.

A SpaceX, também conhecida como Space Exploration Technologies Corp, foi fundada em 2002 por Musk, que também é co-fundador da fabricante de carros elétricos Tesla.

 
Matérias Relacionadas