Canadá aprova vacina Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos

Por Agência EFE

As autoridades canadenses aprovaram na sexta-feira o uso da vacina da Pfizer contra a covid-19 em crianças entre 5 e 11 anos.

O Ministério da Saúde afirmou em nota que após revisão dos dados concluiu que “os benefícios desta vacina para crianças entre 5 e 11 anos superam os riscos”, razão pela qual autorizou o seu uso.

Os testes indicaram que a eficácia da vacina protege as crianças dessa faixa etária de 90,7%. Para determinar se a vacina é eficaz, a Health Canada comparou a resposta de crianças de 5 a 11 anos com a de adolescentes e adultos jovens de 16 a 25 anos.

Durante os testes clínicos, cerca de 4.600 crianças com idades entre 5 e 11 anos foram analisadas, das quais 3.100 receberam a vacina e 1.500 um placebo, de acordo com as autoridades de saúde.

“Os principais eventos adversos relatados foram semelhantes aos em adolescentes e adultos jovens, mas foram menos comuns, exceto por vermelhidão e inchaço no local da injeção, que foram ligeiramente maiores”, disse Supriya Sharma, consultora clínica sênior para a saúde canadense.

Outros eventos adversos relatados foram fadiga e dor de cabeça, que, de acordo com Sharma, foram principalmente de “gravidade leve a moderada”. Ele observou que entre os 3.100 receptores da vacina, quatro relataram eventos adversos graves, mas estes foram determinados como não relacionados à vacina. Até o momento, não há relatos de miocardite, pericardite ou reações alérgicas graves.

Desde a última primavera, um pequeno número de casos de miocardite (inflamação do músculo cardíaco) e / ou pericardite (inflamação do revestimento ao redor do coração) foram relatados após a imunização com vacinas COVID-19 no Canadá e internacionalmente, incluindo Israel, Estados Unidos e Europa.

De acordo com a Harvard University School of Medicine, os casos de miocardite e pericardite têm sido mais comuns em adolescentes e adultos jovens do sexo masculino, ocorrendo com maior frequência após a segunda dose.

A dose que será administrada a menores será um terço da recebida por maiores de 12 anos.

A ministra de Contratos Públicos do Canadá, Filomena Tassi, disse em entrevista coletiva que a primeira remessa de vacinas pediátricas da Pfizer, de 2,9 milhões de doses, chegará ao país nos próximos dias.

Esse número permitirá que todas as crianças do país recebam a primeira dose da vacina. As autoridades médicas recomendaram que a segunda seja administrada pelo menos oito semanas após o recebimento da primeira.

As autoridades de saúde canadenses também estão analisando a versão pediátrica da cobiçada vacina da Moderna para aprovação. Os produtos Pfizer e Moderna são vacinas de última geração que usam a técnica de RNA mensageiro.

O Canadá relata mais de 1,7 milhão de infecções e 29.500 mortes por covid-19, de acordo com dados da Universidade Johns Hokpkins dos Estados Unidos.

O repórter do Epoch Times, Andrew Chen, contribuiu para este artigo.

 

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas