Cafeteria feminista fecha depois de dois anos cobrando mais caro dos homens

A divisão que seu grupo gerou na sociedade não foi bem aceita

Por Anastasia Gubin, Epoch Times

Uma cafeteria feminista vegana no norte de Melbourne, na Austrália, fechou após adotar durante dois anos um “imposto sobre o homem” de 18%.

A empresa de propriedade da Brunswick Handsome Her, como suas proprietárias reconhecem, foi criada mantendo um espírito de luta por suas tendências “como um experimento” e para “impor sua política na vida e nos negócios”, diz sua conta no Facebook.

Em suas comunicações finais pela rede social, Handsome Her mantém sua retórica de ressentimento contra o sexo masculino e diz que “nós nos esforçamos para estimular o lesbianismo”.

O café recebeu muitas críticas de seus opositores por buscar a divisão e promover ideias feministas extremistas na sociedade.

 
Matérias Relacionadas