‘Brasil velho mostra os dentes’ por meio da Anvisa, diz representante das farmácias

Para Mena Barreto, CEO da Abrafarma, a Anvisa desvirtua a ideia original da MP 983, e vai criar 'cartório' e mais burocracia

Por Diário do Poder

O plano da Anvisa de exigir certificados digitais de médicos e farmácias para a validação de receitas médicas cria um cartório digital no País, segundo a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma). A invenção ameaça deixar doentes sem o medicamento, caso a farmácia não tenha internet para conferir a certificação. “É o Brasil velho, das autarquias e do cartorialismo, tentando mostrar seus dentes em plena era da liberdade econômica”, afirma Sergio Mena Barreto, da Abrafarma, que representa 26 grandes redes de farmácias. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Para Mena Barreto, a Anvisa desvirtua a ideia original da MP 983, que introduziu a ideia da assinatura digital, da qual existem diversos tipos.

A resolução quase criminosa da Anvisa está pronta para ser aprovada e terá força de lei para todos os brasileiros.

A “validação” de receitas pretende dar utilidade a uma autarquia que deveria ser extinta: o Instituto de Tecnologia da Informação (ITI).

 
Matérias Relacionadas