Bolsonaro promete revelar países que importam madeira ilegal da Amazônia

Por Agência EFE

O presidente Jair Bolsonaro garantiu nesta terça-feira (17), durante pronunciamento na abertura da Cúpula do Brics, bloco que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que serão divulgados em breve os países que importaram madeira ilegalmente extraída da Amazônia.

“Revelaremos nos próximos dias o nome dos países que importam essa madeira ilegal nossa através da imensidão que é a região amazônica, porque daí, sim, estaremos mostrando que estes países, alguns deles que muito nos criticam, em parte têm responsabilidade nessa questão”, disse o chefe de governo, por meio de chamada de vídeo.

Bolsonaro explicou que foi feito um rastreamento da matéria-prima, o que foi possível graças ao uso de uma tecnologia desenvolvida pela Polícia Federal, que mostra o que chamou “DNA” da madeira. Com isso, é possível encontrar a origem do material apreendido e exportado.

“Creio que depois dessa manifestação, que interessa a todos, porque não dizer no mundo, essa prática diminuirá e muito nessa região”, garantiu o presidente.

Segundo dados divulgados em agosto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) a taxa de desmatamento na Amazônia aumentou 34% nos 12 meses anteriores, em comparação com o mesmo período de 2019.

Mais de 9,2 mil quilômetros quadrados de floresta foram derrubados entre agosto de 2019 e julho de 2020, que é o calendário oficial de monitoramento da Amazônia, usado pelo Inpe para calcular as taxas anuais de desmatamento.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas