BitMEX: se operar com Bitcoin não for suficiente, experimente com alavancagem

Investidores chineses adoram especular em mercados extremamente voláteis. Eles efetivamente tomaram controle da moeda virtual Bitcoin, chegando a representar 90 por cento do volume de negociação global dessa moeda. E se operar na volátil criptomoeda Bitcoin não fosse o suficiente, com BitMEX estão tendo a oportunidade de usar uma alavancagem ainda maior.

“Nosso objetivo é permitir qualquer um apostar em qualquer coisa a qualquer momento”, disse à Bloomberg o fundador da corretora BitMEX, Arthur Hayes. O ex-operador do Citigroup de 30 anos de idade fundou a BitMEX em Hong Kong há dois anos, modelando-o conforme as normas e os regulamentos da Bolsa de Mercadorias de Chicago (CME—Chicago Mercantile Exchange). O CME permite que especuladores comprem ou vendam grandes quantidades de commodities ou ativos financeiros colocando pouco dinheiro na operação.

Este processo é chamado de especulação em margem, um processo que a BitMEX incorporou ao mundo da criptomoeda. Os operadores ou especuladores têm que depositar Bitcoin (ou outras criptomoedas) em vez de dólares, euros ou yuans para prover suas contas.

Então, eles podem usar 1 Bitcoin para comprar um contrato no valor de 100 Bitcoins—100 vezes é a alavancagem máxima permitida—e a BitMEX cobra uma taxa de 0,005 por cento para cada transação.

Leia também
• O que está acontecendo com a China e o Bitcoin?

Semelhante à bolsa de futuros real em Chicago e em outros lugares, o que todos os especuladores fazem é entrar em um contrato legal que é liquidado em dinheiro (ou criptodinheiro, nesse caso) depois do contrato expirar ou o especulador encerrar a operação, o que também faz com que o contrato expire. Bitcoins, altcoins, éter ou daos—todas as criptomoedas—não mudam de mãos.

No exemplo acima, um operador poderia comprar um contrato no valor de 100 bitcoins por apenas um bitcoin. Se o preço subir 5%, o especulador ganha 5 bitcoins ou um retorno de 500% sobre o seu capital original de 1 bitcoin de investimento. No entanto, se o preço cair 1%, ele perde 100% ou a totalidade do seu investimento inicial. Não há nenhuma chance de comprar e manter (buy-and-hold, um tipo de investimento), ou esperar até que o preço se recupere.

Isto é semelhante às habituais bolsas de spread-betting, como Alpari, ou às bucket shops da década de 1920, nos Estados Unidos.

Uma imagem do painel de operações financeiras da BitMEX (Reprodução / BitMEX)
Uma imagem do painel de operações financeiras da BitMEX (Reprodução / BitMEX)

Os algoritmos da Bolsa e os programas de computador fiscalizam as operações de vendedores e perdedores e garantem que a soma de suas operações seja sempre zero, independentemente do lucro ou do prejuízo obtidos. (O mercado financeiro e de capitais é um mercado de soma zero, isto é, para cada quantidade comprada de um ativo tem que haver uma quantidade igualmente vendida e para cada quantidade vendida tem que haver uma quantidade igualmente comprada). Mais uma vez, semelhante à Bolsa de Futuros real. No entanto, ao contrário do modelo principal, os vencedores podem ser solicitados a subsidiar os perdedores as vezes.

“Contratos BitMEX têm alta alavancagem. Em casos muito raros, os lucros podem ser reduzidos durante certos períodos se não houver dinheiro suficiente na Bolsa para cobrir os lucros dos especuladores”, afirma o website da empresa.

Leia também
• Novo fundo de investimento na China visa salvar estatais “zumbis”

A empresa quer expandir a sua oferta para além das criptomoedas de tal forma que especuladores chineses possam apostar em índices e ações do mercado financeiros ocidental e ocidentais interessados no mercado de ações chinês possam apostar nos mercados financeiros do continente.

Enquanto a China regulamentou transferências financeiras internas e externas e investimentos internos e externos, o Bitcoin pode fluir livremente, tornando possível a chineses e ocidentais abrir uma conta e começar a apostar.

Já que eles não estão realmente comprando ou vendendo qualquer coisa e apenas entrando em contratos, a BitMEX não precisa se preocupar sobre a movimentação em torno dos produtos financeiros subjacentes.

Até agora, a empresa está longe da sua meta de ter “qualquer um apostando em qualquer coisa”, no entanto. Os chineses só podem apostar em taxas de juros de dólares americanos (um contrato) e os ocidentais só podem apostar no índice de ações FTSE China A50 [um contrato].

 
Matérias Relacionadas