Beleza do Shen Yun é boa para o coração e para o espírito, afirma executivo do Vale do Silício

Beleza do Shen Yun é boa para o coração e para o espírito, afirma executivo do Vale do Silício

John Cummings no espetáculo do Shen Yun, no Center for the Performing Arts, em San José, no dia 27 de dezembro de 2021 (NTD Television)

2021/12/29

SAN JOSÉ, Califórnia – O público está enchendo os assentos para as apresentações do Shen Yun Performing Arts durante sua atual turnê, apesar das dificuldades impostas pela pandemia.

John Cummings, um executivo de gestão de negócios do Vale do Silício, expressou seu apreço pelo lado educacional do Shen Yun, com sede em Nova Iorque, e sua representação da cultura chinesa.

“As pessoas não percebem o que está acontecendo no mundo. Você não pode acreditar em tudo que você vê na televisão”, declarou ele.

“Já estive na China muitas vezes. E eu vi uma série de espetáculos lá, muito diferentes deste, e claramente não é a mensagem que seria vista na China”, afirmou o Sr. Cummings.

Todos os anos, o Shen Yun apresenta um espetáculo inteiramente novo que mostra a beleza da civilização chinesa antes do comunismo tomar o poder.

“A história e a beleza da China são verdadeiramente impressionantes. E há muita história antes do comunismo”, acrescentou.

“É fantástico que [o Shen Yun] possa trazer pessoas tão talentosas para compartilhar suas histórias conosco e aumentar a conscientização em todo o mundo”, afirmou. “Fiquei muito impressionado com o fato de haver sete [companhias] que se apresentem o tempo todo ao redor do mundo. Todos nós podemos aprender muito com isso. Portanto, é ótimo ver o mundo entrar em contato com a história da China”.

O Sr. Cummings acrescentou que a beleza e a história retratadas pelo Shen Yun realmente se destacaram.

“A beleza faz bem a todos. É bom para o seu coração. É bom para o seu espírito. É uma boa educação para os meus filhos que estão aqui hoje”, declarou.

‘Nos deixou felizes’

Larson Parker, um promotor imobiliário, levou sua filha ao show para conhecer uma cultura diferente.

“Acredito que [o espetáculo] é uma celebração de todos os tipos de pessoas e culturas e a sensação de que tudo, todos, em todos os lugares têm algo a acrescentar ao mundo e que somos mais parecidos do que diferentes”, afirmou o Sr. Parker.

Parker Larson e sua filha no show do Shen Yun no Center for the Performing Arts em 27 de dezembro de 2021 (Linda Jiang / Epoch Times) 
Parker Larson e sua filha no show do Shen Yun no Center for the Performing Arts em 27 de dezembro de 2021 (Linda Jiang / Epoch Times)

Ele acrescentou que, apesar da pandemia, estar entre as pessoas ainda é muito importante.

“Nós atravessamos dois anos de um mundo, uma existência e uma vida muito diferentes, e esse tipo de coisa, sair e estar cercado por outras pessoas e ver espetáculos como esse, é muito valioso”, declarou. “Parte disso, claro, foi estar com minha filha, foi divertido de assistir, foi bom e nos deixou felizes, então isso é sempre positivo”.

‘Foi lindo’

Nora e Ernesto Segovia também estavam entre o público que compareceu ao Shen Yun no dia 27 de dezembro.

O casal afirmou que a pandemia causou muitas incertezas, mas que eles decidiram vir experienciar o Shen Yun e desfrutar de sua performance.

Nora e Ernesto Segovia no espetáculo do Shen Yun, no Center for the Performing Arts, no dia 27 de dezembro de 2021 (Linda Jiang / Epoch Times)
Nora e Ernesto Segovia no espetáculo do Shen Yun, no Center for the Performing Arts, no dia 27 de dezembro de 2021 (Linda Jiang / Epoch Times)

“Foi lindo. A coreografia, os figurinos, a música. Foi muito relaxante. Foi lindo”, afirmou a Sra. Segovia. “Já vimos centenas de shows, mas este foi diferente”.

Com reportagens da NTD Television, Linda Jiang e Maria Han.

O Epoch Times classifica o Shen Yun Performing Arts como o evento cultural mais importante de nosso tempo e tem coberto comentários públicos desde o início da empresa em 2006.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também: