Bebê nasce com 283 gramas e sobrevive

O hospital Carolinas Medical Center, em Charlotte, nos Estados Unidos,  disse que houve um marco importante para o bebê E’Layah Fé Pegues, que é o menor bebê prematuro a nascer com vida no hospital.

O médico disse que o bebê, que pesava apenas 283 gramas, nasceu três meses e meio antes da data prevista para a mãe Megan Smith. O médico dela, Andrew Herman, disse à ABC News que E’Layah é “um dos menores bebês que já nasceram no mundo.”

A menina tinha apenas 25 centímetros de comprimento e cabia “com o corpo inteiro” na palma da mão, ele disse.

“Para ser honesto, nós não tínhamos certeza se E’Layah iria sobreviver”, disse Herman, “mas o médico que fez o parto viu que ela tinha chance de lutar, e seus pais nunca perderam a fé de que houvesse a possibilidade dela sobreviver. ”

A menina sobreviveu e já aumentou cinco vezes seu peso desde o nascimento, sendo que  agora ela pesa aproximadamente 1,5 kg. Seus pais foram capazes de alimentá-la e passaram mais tempo com ela.

De acordo com a WSOC-TV, seus pais não tiveram uma gravidez fácil. Megan e o pai Eric Pegeus descobriram que E’Layah não estava mais crescendo em agosto.

Durante as duas primeiras semanas, ela recebeu transfusões de sangue e começou a ganhar peso lentamente.

Os últimos três meses “têm sido uma montanha-russa” para Megan e seu bebê. Mas “cada momento precioso gasto com a nossa filha fizeram com que tudo valesse a pena”, acrescentou o pai Eric para a ABC News.

A sobrevivência de E'Layahse deve a uma "combinação de talento, perseverança e criatividade" (charlotteobserver.com)
A sobrevivência de E’Layah se deve a uma “combinação de talento, perseverança e criatividade” (charlotteobserver.com)

Megan acredita que sua filha vai crescer como uma criança normal.

“Eu tenho certeza de que ela vai ser muito especial, seja em uma corrida, aulas de balé ou até mesmo no basquete”, disse ela.

O Dr. Herman disse que sua sobrevivência se deve a uma “combinação de talento, perseverança e criatividade”, de acordo com a WSOC-TV. “Nosso objetivo, desde o seu nascimento, era que ela crescesse rapidamente e com segurança”, acrescentou Dr. Herman.

E'layah está sendo alimentada com uma combinação de proteína, gordura, açúcar, eletrólitos e vitaminas (charlotteobserver.com)
E’layah está sendo alimentada com uma combinação de proteína, gordura, açúcar, eletrólitos e vitaminas (charlotteobserver.com)

“Nós tivemos que ajustar a nossa abordagem com E’layah”, acrescentou o médico. “Nós estamos agora alimentando-a com uma combinação de proteína, gordura, açúcar, eletrólitos e vitaminas que irá ajudar a prevenir infecções, amadurecer seus intestinos e ajudá-la a ganhar peso.”

Leia também:
Os cérebros dos bebês exercitam a fala meses antes da primeira palavra
Aos sete meses, bebês podem distinguir emoções na voz humana
Hospitais na China anunciam venda de bebês indesejados

 
Matérias Relacionadas