Barroso é ridicularizado após dizer que Venezuela é ‘tirania de direita’

Por Bruna de Pieri, Terça Livre

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, afirmou no último sábado (13) que o governo da Venezuela é uma ditadura de direita com “discurso camuflado” de esquerda. O ministro foi ridicularizado na internet após a afirmação.

“Você acha que a Venezuela é conservadora? Certamente eu acho, desde o tempo de Chávez. Para mim, aquilo sempre foi uma tirania de direita, com um discurso disfarçado”, declarou o juiz do TSE, em entrevista ao historiador Marco Antonio Villa.

A afirmação veio depois de Barroso ser questionado sobre os motivos que levaram a uma suposta perda de prestígio da democracia no mundo. Segundo o ministro, atualmente, vivemos um momento de “descrédito” das instituições e no caso do Brasil, isso se deve aos “saudosistas” do regime militar.

“As pessoas que não conviveram com a ditadura são influenciadas por discursos dos que têm saudades de um tempo que não houve. Há muita gente no Brasil que perdeu a fé no futuro e tem saudades do que não aconteceu”, disse Barroso.

Ao comentar sobre o assunto, o deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança compartilhou seu próprio tweet de 2017 onde afirmava que “Maduro atrai tanta atenção negativa que não me chocaria se a esquerda mundial o abandonasse e passasse a denomina-lo como conservador capitalista”.

Os internautas também relembraram um tweet do ditador venezuelano Nicolás Maduro em 2018 comemorando os 200 anos do nascimento de Karl Marx. “Feliz aniversário, Marx. O socialismo saúda você”, escreveu Maduro.

Veja algumas das reações dos internautas à fala de Barroso:

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas