Atriz da Disney é demitida após criticar censura e perseguição ideológica contra conservadores

A demissão veio após uma postagem da atriz no Instagram defendendo conservadores

Por Brehnno Galgane, Terça Livre

A produtora Lucasfilm resolveu demitir a atriz Gina Carano, na última quarta-feira (10). A demissão veio após uma postagem da atriz no Instagram ao criticar a intolerância e perseguição ideológica atual contra conservadores e usou o Holocausto como exemplo de manipulação ideológica que precedeu um extermínio.

Na postagem, que não se encontra mais disponível do perfil da atriz, dizia que “os judeus foram espancados nas ruas, não por soldados nazistas, mas por seus vizinhos… até mesmo por crianças. Como a história é editada, a maioria das pessoas hoje não percebe que, para chegar ao ponto em que os soldados nazistas poderiam facilmente prender milhares de judeus, o governo primeiro fez com que seus próprios vizinhos os odiassem simplesmente por serem judeus. Como isso é diferente de odiar alguém por suas opiniões políticas?

A atriz já vinha sofrendo perseguição por causa de seus posicionamentos conservadores nas redes sociais, como a crítica ao uso de máscaras e a fraude eleitoral americana em 2020. Além disso, Carano também curtiu publicações que criticavam o grupo terrorista de esquerda Black Lives Matter.

“Gina Carano não é mais empregada pela Lucasfilm e não há planos para ela no futuro. Mesmo assim, suas postagens nas redes sociais rebaixando as pessoas com base em suas identidades culturais e religiosas são repugnantes e inaceitáveis”, disse a nota da produtora.

Após ser demitida, a atriz se pronunciou que irá colocar novos planos em prática, como o de desenvolver e produzir um filme, e agradeceu ao Daily Wire por estar ajudando nessa nova etapa.

“O Daily Wire está ajudando a realizar um dos meus sonhos – desenvolver e produzir meu próprio filme – em realidade. Eu chorei e minha oração foi atendida. Estou enviando uma mensagem direta de esperança a todos que vivem com medo do cancelamento pela multidão totalitária”, disse Carano.

“Acabei de começar a usar minha voz, agora estou mais livre do que nunca, e espero que inspire outros a fazer o mesmo. Eles não podem nos cancelar se não permitirmos”, finalizou a atriz.

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas