Ator Corey Feldman alertou sobre pedofilia em Hollywood em 1993, polícia encontra gravação

A polícia de Santa Barbara encontrou a gravação de uma entrevista de 1993 em que o ator Corey Feldman menciona os nomes de predadores sexuais em Hollywood.

O Departamento de Informação Pública do escritório do xerife do condado de Santa Barbara, nos Estados Unidos, confirmou à Fox News que eles recuperaram uma gravação da entrevista, que estava entre os arquivos de um caso de abuso envolvendo Michael Jackson.

Feldman há muito tempo se queixa da entrevista, dizendo que a polícia ignorou suas reivindicações de abuso sexual em Hollywood e os nomes das pessoas que ele mencionou. O Departamento de Polícia de Santa Barbara também negou anteriormente que Feldman tivesse feito menção específica sobre pedófilos.

“Estamos cientes das declarações que o Sr. Feldman está fazendo com relação a uma investigação em 1993. Nossos registros não indicam que ele nomeou qualquer suspeito”, disse a polícia de Santa Barbara, em resposta a questionamentos da Fox News em outubro.

Desde que encontrou a gravação, a Polícia de Santa Barbara disse à Fox News que a entregarão à Polícia de Los Angeles. Eles disseram que não podem mencionar o conteúdo da gravação, pois é um caso que envolve o abuso sexual de um menor.

Feldman até agora confirmou publicamente os nomes de três homens como pedófilos em Hollywood. Ele confirmou Jon Grissom como um dos seus abusadores enquanto estava no programa “The Dr. Oz Show” no mês passado, quando Oz contatou a polícia de Los Angeles ao vivo para verificar se Feldman poderia iniciar um novo processo sobre o caso.

Ele também mencionou o nome de Marty Weiss, um agente de talento infantil de Hollywood, quando foi entrevistado por Megyn Kelly no programa “Today“, por volta da mesma época da entrevista com Oz. Ele disse a Kelly que já havia revelado Weiss em seu livro de 2013, “Coreyography“. Ambos os homens têm condenações de abuso sexual infantil, como revelado durante essas entrevistas e no documentário “An Open Secret” (“Um Segredo Aberto”) de 2014.

Outro nome que ele confirmou foi Alphy Hoffman, numa entrevista subsequente com Oz. Hoffman realizava festas para atores jovens que tinham o objetivo de conectar os pedófilos com suas vítimas.

Feldman ainda está realizando sua campanha de financiamento colaborativo (crowdfunding) para que possa fazer um filme sobre suas experiências de abuso enquanto um ator infantil em Hollywood. Originalmente, ele tentou arrecadar US$ 10 milhões, mas agora visa angariar apenas US$ 1 milhão para fazer uma versão mais modesta do seu conceito original, de acordo com sua página de campanha Indiegogo.

Sua página indica que ele baixou a meta de financiamento depois que nenhum dos seus amigos ricos contribuiu. Ele também mencionou numa entrevista com Matt Lauer que seus colegas que conhecem os pedófilos que ele deseja expor não estão mostrando muito apoio e questionou abertamente por que o fardo para expô-los repousa sobre ele.

NTD Television

 
Matérias Relacionadas