Astrônomos descobrem que planeta distante possui cor semelhante à da Terra

Visão artística do planeta HD 189733b orbitando sua estrela mãe. O Telescópio Espacial Hubble, da NASA, mediu a cor da luz do planeta, que é um azul profundo. (NASA, ESA, e G. Bacon (STScI))
Visão artística do planeta HD 189733b orbitando sua estrela mãe. O Telescópio Espacial Hubble, da NASA, mediu a cor da luz do planeta, que é um azul profundo (NASA, ESA, e G. Bacon (STScI))

O Telescópio Espacial Hubble, da NASA, permitiu que os astrônomos descobrissem a cor de um planeta que orbita outra estrela situada a 63 anos-luz de distância. A cor do planeta é azul.

Os astrônomos mediram as mudanças na cor da luz do planeta antes, durante e depois de uma passagem por detrás da estrela, e viram uma pequena queda de luz e uma ligeira alteração na cor da luz.

“Nós vimos que a luz tornava-se menos brilhante no azul, mas não no verde ou vermelho. Estava faltando luz no azul quando o planeta estava escondido, mas não no vermelho”, disse o membro da equipe de investigação Frederic Pont, da Universidade de Exeter no sudoeste da Inglaterra, em um comunicado. “Isso significa que o objeto que desapareceu era azul”.

O planeta HD 189733b, se visto diretamente, parece com um ponto azul profundo, semelhante à cor da Terra vista do espaço. No entanto, o planeta alienígena tem uma temperatura diurna de cerca de -16 Co e possivelmente possui chuva de vidro, de acordo com os astrônomos.

“A cor azul cobalto não vem a partir da reflexão de um oceano tropical como acontece na Terra, mas sim de uma atmosfera nebulosa, que contém altas nuvens lotadas de partículas de silicato”, explicaram os astrônomos. “Quando o silicato é condensado no calor, pode formar pequenas gotas de vidro que dispersam a luz azul mais do que a luz vermelha”.

O planeta pertence a uma classe estranha de planetas chamados Júpiteres quentes, que orbitam perto de suas estrelas mãe. Os astrônomos descobriram o planeta em 2005.

Esta imagem compara as cores dos planetas do nosso sistema solar com a do planeta extrassolar HD 189733b. A cor azul profundo do exoplaneta é produzida por gotículas de silicato, que dispersam luz azul em sua atmosfera (NASA, ESA, e A. Feild (STScI))
Esta imagem compara as cores dos planetas do nosso sistema solar com a do planeta extrassolar HD 189733b. A cor azul profundo do exoplaneta é produzida por gotículas de silicato, que dispersam luz azul em sua atmosfera (NASA, ESA, e A. Feild (STScI))

_

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas