As platitudes de um velho sábio

Origem da expressão idiomática 老生常談 (lǎo shēng cháng tán)
As platitudes de um velho sábio (Zhiching Chen/The Epoch Times)

O dizer chinês “As platitudes de um velho sábio” se refere à repetição das mesmas palavras, tons, sentidos ou sugestões.

Essa expressão é baseada numa história registrada nos “Anais dos Três Reinos”, um texto histórico chinês do período final da Dinastia Han Oriental e do período dos Três Reinos.

Guan Lu (209-256 d.C.) foi um famoso vidente durante o Período dos Três Reinos (220-280 d.C.) da China. Ele era um estudioso do Tao e conhecia muito bem o Yi-Jing (também chamado ‘I Ching’ ou Livro das Mutações) com a idade de 15 anos e podia prever o destino das pessoas.

Um dia, He Yan e Deng Yang, dois ministros de Estado de Wei, visitaram Guan Lu. He Yan perguntou a Guan Lu sobre o seu destino, dizendo: “Eu tive um sonho a poucos dias. Eu sonhei que algumas moscas pousavam no meu nariz e, quando eu tentava afastá-las, elas se recusaram a sair. O que isso significa? Quando me tornarei primeiro-ministro?”

Guan Lu observou que a alma de He Yan estava num vale escuro e sabia seu destino. No entanto, ele teria muitos problemas se expusesse exatamente o que viu. Então, Guan Lu refletiu um pouco e disse: “Senhor, você veio em busca de altas honras e grande poder, mas aqueles que o estimam são poucos e os que o temem são muitos. Você não tem sido cuidadoso ao trilhar a via da boa fortuna. Quanto ao nariz, ele é uma eminência. Se uma eminência preservar suas características, ela granjeará honra. Mas não é verdade que moscas se reúnem para sujar objetos e que os elevados temem a própria queda? Eu desejaria que você compartilhasse sua abundância pelo bem dos pobres e evitasse caminhar numa via desviada. Assim, você poderá alcançar a maior dignidade.”

Deng Yang também questionou Guan Lu sobre sua fortuna e este o aconselhou em termos similares, além de sugerir-lhe que fosse gentil com os outros para evitar infortúnios.

Após ouvir as respostas e recomendações de Guan Lu, Deng Yang disse: “Suas respostas são irrelevantes para nossas perguntas. Não estamos aqui para ouvir as platitudes de um velho homem.” E assim eles deixaram Guan Lu sem dar crédito a suas palavras.

Pouco depois, Sima Yi (179-251 d.C.) assumiu o controle do Estado Wei num golpe de Estado e Hen Yan e Deng foram mortos junto com o regente.

Mais tarde, a expressão “as platitudes de um velho sábio” se tornou uma expressão popular que sugere uma recomendação ou algo repetitivo, mas frequentemente ignorado.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas